A artista paulista está de regresso ao Porto com uma exposição individual pensada especificamente para o espaço da KubikGalley. São dez obras organizadas em camadas, denunciando a estratificação do mundo de hoje, onde é difícil distinguir o real daquilo que é veiculado pelos media.

O edifício da Av. Luís Bivar é o resultado de um espírito neoliberal que encoraja a manutenção das fachadas em interiores totalmente reconstruídos. Foi isso que Medina comprou.