Património

Todos os tópicos

Só uma metódica operação de combate ao EI poderá reduzir-lhe a influência até ao total apagamento.

  • Só uma metódica operação de combate ao EI poderá reduzir-lhe a influência até ao total apagamento.

  • A destruição praticada pelos jihadistas mudou a forma como os arqueólogos encaram a sua missão. Já não são apenas investigadores, mas "militantes activos” na defesa do património

  • Imagens de satélite mostram que quase nada restou do Templo de Bel após explosão levada a cabo pelos jihadistas.A cidade conta uma história antiga de tolerância e multiculturalidade, valores que o auto-intitulado Estado Islâmico quer destruir.

  • Activistas e habitantes anunciaram que parte do Templo de Bel foi destruído pelo Estado Islâmico. Autoridade do património confirma explosão, mas diz que a estrutura principal do edifício está intacta.

  • O primeiro-ministro admitiu este domingo, em Campo Maior, que o modelo de financiamento das autarquias "tem revelado muitas insuficiências" e admitiu que o mesmo poderá ter de ser revisitado no futuro, mas sem "perder a cabeça".

  • As minas da Bejanca foram descobertas há cem anos. A autarquia quer requalificar o couto mineiro que alimentou a indústria bélica das duas guerras mundiais. Ainda há quem se lembre de um lugar que foi “quase uma cidade".

  • Os caçadores de tesouros estão a concentrar-se no sul do país. Autoridades não confirmam localização do “comboio dourado”, mas dizem que o que quer que seja que tenha sido descoberto pode estar armadilhado.

  • O Palácio Nacional de Queluz é cor-de-rosa há pelo menos 100 anos. Agora um projecto de restauro da Parques de Sintra está a começar a devolver-lhe o azul cobalto original. O paço vai continuar aberto para obras.