Tom Hiddleston, Idris Elba, Jamie Bell? É uma discussão inútil, argumenta Sam Mendes, o realizador dos dois últimos episódios da saga 007: "Isto não é uma democracia".

  • Tom Hiddleston, Idris Elba, Jamie Bell? É uma discussão inútil, argumenta Sam Mendes, o realizador dos dois últimos episódios da saga 007: "Isto não é uma democracia".

  • Primeiros nomes anunciados para o 24.º Curtas pertencem ao habitual programa de filmes-concerto, entre 13 e 16 de Julho.

  • Vídeo de Candace Payne foi o live mais visto de sempre no Facebook. A norte-americana, que já conheceu J.J Abrams e Mark Zuckerberg, vai encontrar-se com o actor que interpreta a personagem de Guerra das Estrelas.

  • Para A Correspondência funcionar, teria de ter havido contenção em vez de demonstração, discrição em vez de emoção sublinhada a traço grosso.

  • Lanthimos sabe usar a seu favor o elenco de luxo que reuniu para este seu primeiro filme em inglês, e permite ao espectador instalar-se no seu universo estranho e surreal.

  • Os actores vivem presos dentro dos seus bonecos, e a protagonista, a voluntariosa Mia Wasikowska, também parece ter perdido o carisma que a animava na Alice original. Altamente dispensável.

  • Shane Black regressa ao género que o celebrizou com uma comédia policial como Hollywood parece ter deixado de fazer.

  • Permanecemos frios na contemplação do mecanismo, sem um real envolvimento. Hitchcockiano, Ozon nunca será Hitchcock, nem será, sequer, Chabrol.

  • O segredo de O Amor é uma Coisa Estranha é simples: mostra seres humanos em que podemos acreditar.