Em L'Avenir, Mia Hansen-Løve confronta os idealismos de ontem e de hoje. Com Isabelle Huppert como professora desencantada.

  • Em L'Avenir, Mia Hansen-Løve confronta os idealismos de ontem e de hoje. Com Isabelle Huppert como professora desencantada.

  • O primeiro episódio de Vinyl poderá ser o filme mais satisfatório de Martin Scorsese desde Entre Inimigos.

  • Um Rolling Stone e o realizador que bem conhece as Mean Streets de Nova Iorque reenviam a televisão para 1973, o ano em que colidem rock, punk, glam, disco e hip-hop. Estreia-se esta madrugada nos EUA e em Portugal.

  • Dizem-no da dimensão de Nino Rota ou Michel Legrand. Foi um dos mais famosos compositores russos e a sua música faz parte da cultura popular. Fora do seu país, porém, mantém-se um desconhecido. Film Music chega para acabar com isso.

  • Primeiro grande filme da competição de Berlim: Fuocoammare, em que Gianfranco Rosi presta testemunho sobre a tragédia dos refugiados.

  • Posto Avançado do Progresso, encenação do colonialismo como teatro de aparências, foi o primeiro filme português a ser mostrado em Berlim 2016. Estreia mais do que digna.

  • Midnight Special força a admiração pelos riscos que corre ao fazer um filme de miúdos para adultos. Mas não é conclusivo nem inteiramente conseguido este retorno ao padrão Encontros Imediatos do Terceiro Grau.

  • Tendo-se aventurado nos arranjos de cordas empurrado por Manuel João Vieira, Filipe Melo povoa agora o universo pop/rock de Deolinda, Legendary Tiger Man ou Old Jerusalem.

  • A presença em salas comerciais na Inglaterra, um ciclo de filmes na RTP2, outro na plataforma on-line Mubi, para além da participação no Festival de Cinema de Berlim. Gabriel Abrantes, cineasta e artista português, tem à sua mercê o mês de Fevereiro.