Este ano é feita uma aposta em apresentações de novos trabalhos discográficos. Susana Santos Silva, Elliot Levin, Samuel Blaser e Marc Ducret são alguns dos destaques desta edição.

  • Este ano é feita uma aposta em apresentações de novos trabalhos discográficos. Susana Santos Silva, Elliot Levin, Samuel Blaser e Marc Ducret são alguns dos destaques desta edição.

  • Depois de ter passado mais de 200 anos adormecida na Biblioteca da Ajuda, a partitura da ópera Armida, do compositor checo Josef Myslivecek, ganha vida com a Orquestra Metropolitana de Lisboa.

  • Novo disco da banda da Cafetra, Alfarroba, tem edição marcada para 9 de Julho.

  • Como Volker Bertelmann, aliás Hauschka, tira do seu piano os sons que tira é segredo. Uma faixa sua pode ir da melancolia ao tecno – mas é sempre música para filmes que os ouvintes criam dentro da cabeça. Podem fazê-lo já dias 27 e 28, entre o Porto e Lisboa.

  • O trio canadiano está de regresso com novo disco. II é uma sequela mais negra, mais agressiva, mais corrosiva. E bem mais próxima do furacão que eles são em concerto.

  • Há uma semana, a mítica formação Os Tubarões regressou aos palcos no Festival da Gamboa, na Cidade da Praia. Já não tocavam juntos há 20 anos e a ocasião serviu para homenagear Ildo Lobo, o cantor do grupo que morreu em Outubro de 2004.

  • Com aquele que é o mais ambicioso projecto da sua carreira, Steve Coleman reafirma-se como um dos grandes pensadores no jazz.

  • Notável sucessor de Lôpe Kai, Nha Sunhu traz-nos uma cantora revitalizada e confiante. Dias 28 na Casa da Música e 29 na Culturgest.

  • Álbum de estreia em estado de graça: uma pop dançante para voz andrógina, com Las Vegas no horizonte.