Um estudo assinado por quatro economistas, incluindo o deputado do PS Paulo Trigo Pereira, diz que os cortes do défice previstos pelo Governo são indesejáveis. E defende as vantagens de mais despesa pública e alívios fiscais.

  • Depois de uma queda ligeira na sessão de quarta-feira, o PSI-20 arranca hoje com uma subida tímida.

  • Governo argumenta que a adjudicação da gestão do centro de negócios cumpriu a lei. Transposição completa de directiva da UE só foi aprovada este ano, depois da entrega por ajuste directo.

  • Um relatório da Ernst & Young indica que 56% dos armadores gregos, que representam cerca de 5200 navios, admite mudar de bandeira. Registo Internacional de Navios da Madeira quer capitalizar esse sentimento.

  • Apesar de terem dúvidas, socialistas admitem discutir preços máximos do gás. E as petrolíferas alertam para "distorções" e "aproveitamentos inadequados" da tarifa social.

  • Passageiros invadem Aeroporto do Porto à procura de respostas. Quem comprou uma viagem pela Ryanair, tem duas opções: ou remarca o voo ou pede um reembolso.

  • Sem uma intervenção pública forte que envolva as autarquias locais a olhar de forma diferente para a floresta, a reforma não será possível.

  • A Reserva Federal (Fed) anunciou hoje que deixou as taxas de juro inalteradas entre 1% e 1,25% e que vai começar em Outubro uma redução gradual da carteira de dívida que adquiriu desde a crise financeira de 2008.

  • A queda das acções do BCP marcou o resultado do PSI-20.