A dirigente da Frente Comum de Sindicatos Ana Avoila considerou hoje que os cenários apresentados pelo Governo sobre o descongelamento das progressões dos funcionários públicos são "muito psicadélicos".

  • Bruxelas está a planear alocar 750 milhões já em 2018 para reforçar a multimodalidade, a partir dos quais o Governo quer melhorar ligações aos portos.

  • Finanças estão a avaliar cinco cenários para cumprir a promessa de descongelar as progressões na função pública a partir de 1 de Janeiro de 2018. Custos ascendem a mais de 600 milhões de euros, mas só há 200 milhões disponíveis por ano.

  • INE tem agendada para esta sexta-feira a divulgação dos dados das contas públicas no primeiro semestre, mas decisão sobre a CGD não é ainda certa.

  • Pedro Jorge Dacosta Coelho é acusado pelas autoridades colombianas de corrupção. Jerónimo Martins denunciou o caso.

  • O Governo chegou hoje a um acordo político com a China para agilizar os processos aduaneiros entre o porto de Sines e os portos chineses, anunciou o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes.

  • O descongelamento das progressões na carreira, em 2018, beneficiará "a maioria" dos funcionários públicos e o processo será concluído "em poucos anos", garantiu hoje o Governo.

  • A dirigente da Frente Comum de Sindicatos Ana Avoila considerou hoje que os cenários apresentados pelo Governo sobre o descongelamento das progressões dos funcionários públicos são "muito psicadélicos".

  • A bolsa portuguesa regressou aos ganhos depois do travão sofrido na véspera.

  • Finanças procuram novos mercados com emissão de dívida pública que pode chegar aos 380 milhões de euros.