Entre o Verão de 2013 e o Verão de 2014, Miguel Gomes percorreu os quatro cantos de Portugal filmando um país em crise sob os efeitos da austeridade. Portugal, país das maravilhas. Como na canção de Leonard Cohen (“We are ugly, but we have the music”), somos feios mas temos as histórias.

Apocalypse, Girl é o disco em Jenny Hval sai da casca. Uma sexualidade excessiva, por entre batidas electrónicas, serve de crítica ao capitalismo – e, mais importante do que isso, produz grandes canções.

Mais de 50 anos depois, Apocalípticos e Integrados continua a dizer-nos que a cultura de massas não tem de ser uma degeneração da sensibilidade. O Ípsilon revisita o livro de Umberto Eco, na companhia de três leitores que também são críticos.