Artigos deste autor

  • A DGS alterou as regras da triagem dos candidatos a dadores de sangue. Mas quem dá sangue não é um grupo; é um indivíduo. É por isso que deveríamos estar a falar de comportamentos e não de grupos.

  • Um problema “endémico” exige uma investigação multidisciplinar e complementar; uma investigação conjunta que esteja ao mesmo nível da sofisticação destas práticas, e que utilize todos os órgãos de polícia criminal.

  • Não é coerente que um país que descriminalizou o consumo de droga e criou um muito aplaudido “modelo português das drogas” não consiga ir além do titubeante “vamos estudar” quando se fala de salas de consumo e de uso terapêutico de cannabis

  • Explorar o recurso ao estágio e ao mesmo tempo falar em combate à precariedade das relações laborais, sobretudo falsos recibos verdes, falsos estágios ou falsas bolsas, é um verdadeiro paradoxo e um discurso a soar a falso