Outlaw Pete parte da canção homónima que o cantor incluiu no seu álbum de 2009, Working on a Dream, e terá ilustrações de Frank Caruso. Chega às livrarias a 4 de Novembro.

  • Outlaw Pete parte da canção homónima que o cantor incluiu no seu álbum de 2009, Working on a Dream, e terá ilustrações de Frank Caruso. Chega às livrarias a 4 de Novembro.

  • O último romance de Artur Pérez-Reverte conduz-nos às trincheiras da guerrilha urbana dos street artists

  • Elena Ferrante é o pseudónimo de uma misteriosa escritora italiana que dá a ver de forma inclemente o íntimo de personagens em desequilíbrio. Por amor ou morte

  • O trânsito entre Deus e os poetas portugueses — de Vitorino Nemésio a Daniel Faria — numa antologia equilibrada e significativa

  • Muriel Spark é diabólica: atraiçoa, desvenda e denuncia as mulheres, os homens, os tempos, as crenças e tudo o que não se deve pôr em causa para não ofender os amigos e as amigas.

  • Stuart Murdoch estreou-se na realização com God Help The Girl, que é também nome de um dos seus projectos extra Belle & Sebastian. Incluído no último festival de Sundance, o filme, apontam os relatos e vemo-lo no trailer, será como que uma canção dos Belle & Sebastian tornada longa-metragem – a angústia e a alegria da juventude, a música, a estética muito 60s. Entretanto, preparamo-nos para a edição em Outubro, quando o filme for estreado em sala (isto anda tudo ligado), da série It Could Have Been a Brilliant Career, ou seja, uma reedição da maior parte da discografia da banda que, contrariemos o título, teve uma carreira brilhante, claro que teve.

  • Como irá Andrew Dominik sair-se na tarefa de adaptar Blonde, um romance psicológico sobre a figura de Marilyn Monroe? Joyce Carol Oates já leu o argumento: "É excelente."