Derek B. Miller escreveu um romance onde há um crime mas os grandes temas são o patriotismo, a identidade e a memória. Os judeus, a América e a terra dos vikings.

  • Derek B. Miller escreveu um romance onde há um crime mas os grandes temas são o patriotismo, a identidade e a memória. Os judeus, a América e a terra dos vikings.

  • As bruxas não são bruxas. São apenas princesas extremamente sábias, elegantes e inteligentes.

  • Um dos mais grandiosos ensaios do século XX, onde Canetti nos faz compreender o fenómeno moderno da massa e das formas de poder que lhe correspondem

  • Quatro andares, oito inquilinos mais um, num romance com os elementos de Lobo Antunes: o tempo, a velhice, a morte, um país às voltas com a sua identidade e o delírio de existir

  • Purga em Angola é a obra mais conhecida – e polémica – da historiadora que assinou com o marido vários trabalhos sobre Angola.

  • No discurso em que aceitou o prémio, o africanista brasileiro Alberto da Costa e Silva admitiu que, muitas vezes, pensa no poeta português "com inveja" quando escreve.

  • Dias antes da primeira volta das eleições, pedimos a três escritores brasileiros que colocassem o Brasil no divã. Neste domingo de eleição, a conversa é com o psicanalista italiano Contardo Calligaris que, depois de viver em Paris e Nova Iorque, adoptou São Paulo como casa.