• A semana passada tive a sorte de ler ler dois livros específicos: Tequila, de Ian Williams, publicado pela cada vez mais comestível Reaktion Books, e Coffee Nerd, de Ruth Brown, na Adams Media.

  • Seis das seis dezenas de autores que deveriam ser anfitriões da gala anual retiraram-se. Discordam que o prémio Liberdade de Expressão e Coragem vá para um jornal que se centrava “em provocações racistas e islamófobas”.

  • Até há pouco havia eufemismos para o fenómeno cada vez mais aterrador das bibliotecas a desfazerem-se de livros para instalarem computadores e outros equipamentos audiovisuais.

  • Júri decidiu por unanimidade e classificou a escritora como "um dos expoentes máximos da literatura portuguesa (e universal) do século XX".

  • O homem no amor e na guerra e o paradoxo da sobrevivência sem heroísmo são os grandes temas do romance que valeu a Richard Flanagan o Man Booker Prize

  • Um marco fundamental da historiografia portuguesa contemporânea, à atenção de um público alargado

  • Conhecido pela forma como escreve sobre a margem e os excessos numa sociedade cosmopolita e multirracial, Hanif Kureishi assumiu a migração como tema literário e político. Numa conversa a partir de Londres, fala das suas opções de risco num percurso feito de cinema, teatro, sexo e droga.

  • Se uma empresa online não permite pagamentos PayPal é porque já fez merda ou pode falhar: não vale a pena arriscar.