• Temas difíceis e actuais devem ou não entrar nos livros para crianças e jovens? A violência, a guerra, a sexualidade e a política merecem atenção especial no 11.º Congresso Internacional The Child and the Book, a decorrer na Universidade de Aveiro até dia 28.

  • O anúncio foi feito esta sexta-feira pelo jornal sueco Svenska Dagbladet citando um membro da Academia Sueca. No seu Twitter oficial, a Academia Sueca expressou pesar e anunciou que o poeta morreu na quinta-feira.

  • Faz falta um sistema para podermos partilhar todos os livros do mundo.

  • O governo francês está a desinvestir no continente em que a França se constituiu num mosaico de nações oriundas das matrizes fundadoras da identidade europeia, a cultura grega e a herança judaico-cristã.

  • Uma poesia que, na sua depuração, alcança pontos de realização segura, mas também conduz a algum excesso de rasura

  • Livro em que o ex-guitarrista dos Smiths "responde" a Morrissey deverá ser publicado no Outono de 2016.

  • Charles Dogson, aliás Lewis Carroll, e Alice Lidell, aliás "a do livro". Em O Fotógrafo e a Rapariga, Mário Cláudio recua até à Inglaterra do século XIX para reconstituir uma das mais prodigiosas ligações da vida ao romance e do romance à vida – e assim encerra uma trilogia.

  • Apesar das inúmeras biografias dedicadas àquele que é visto como o americano mais famoso do seu tempo, se não mesmo “o maior escritor da América”, parece haver ainda histórias novas a contar sobre Mark Twain (1835-1910). É isso que agora faz o historiador norte-americano Roy Morris Jr., que depois de uma primeira biografia dedicada ao escritor enquanto jovem, Lighting out for the Territory: How Samuel Clemens headed West and became Mark Twain (2010), regressa à sua vida aventurosa com American Vandal – Mark Twain Abroad.