Uma dúzia de passos para embarcar nas Jornadas Europeias do Património

Este ano, vêm com um hashtag para reclamar, para todos, um Património Inclusivo e Diversificado. Mais uma vez, entidades de todo o país respondem com centenas de actividades. Sejam visitas, passeios, espectáculos ou exposições, entre 24 de Setembro e 3 de Outubro, o #patrimonioenosso.

musica,madeira,acores,porto,lisboa,arqueologia,
Fotogaleria
Nas Ruínas Romanas de Tróia, desenterram-se "novidades" arqueológicas à vista dos visitantes Câmara Municipal de Grândola
fugas,patrimonio,madeira,acores,porto,lisboa,
Fotogaleria
No Porto, o Hospital de Santo António abre as portas da sua botica oitocentista DR
,Escola Portuguesa de Arte Equestre
Fotogaleria
Os jardins do Palácio Nacional de Queluz são cenário de demonstrações equestres PSML/Pedro Yglesias
musica,madeira,acores,porto,lisboa,arqueologia,
Fotogaleria
Em Barcelos, o Museu de Olaria faz Sentir o Património ADRIANO MIRANDA
musica,madeira,acores,porto,lisboa,arqueologia,
Fotogaleria
No Mosteiro de São João de Tarouca, há espaço para música e dança Paulo Pimenta
musica,madeira,acores,porto,lisboa,arqueologia,
Fotogaleria
A Mata do Fontelo entra na rota viseense CARLA CARVALHO TOMÁS
fugas,patrimonio,madeira,acores,porto,lisboa,
Fotogaleria
A peça Nuno, Construtor de Liberdades anda por Ourém – e o público vai com ela DR
Fotogaleria
O Museu de Lisboa sai às ruas em passeios Rui Gaudencio
Pinhal Novo
Fotogaleria
Antigos ferroviários partilham memórias no Museu A Estação, em Pinhal Novo CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA
,Hotel
Fotogaleria
O caíque Bom Sucesso faz-se às águas da Ria Formosa Câmara Municipal de Olhão
Fotogaleria
De Santa Cruz das Flores chega um convite para quatro quilómetros a caminhar Enric Vives-Rubio
,Sé
Fotogaleria
O Palácio de São Lourenço, no Funchal, enche-se de visitas e música DR

A diversidade, que sempre foi a grande marca das Jornadas Europeias do Património, acerta o passo com a inclusão. Nesta edição, a Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC) apelou a que as iniciativas procurassem “explorar e expandir o que habitualmente oferecem aos visitantes, alcançando e trabalhando com públicos mais diversos, procurando criar experiências abertas e acolhedoras destinadas a todas as pessoas”. 

São muitas as instituições que reforçam as condições de acesso aos edifícios, colecções e actividades, que fazem adaptações relacionadas com o uso do tacto, versões em Braille ​e linguagem gestual ao vivo ou que expõem temas ligados a minorias.

Para a acessibilidade concorre também uma faceta acentuada pelos confinamentos: muitas das propostas estão à distância de um ecrã e podem ser seguidas online, sem necessidade de deslocação. 

Outra particularidade desta edição é o período em que se realiza. Normalmente concentradas num fim-de-semana (sexta a domingo), as jornadas estendem-se, em 2021, por mais de uma semana, para compensar a “interrupção” para as eleições autárquicas de 26 de Setembro.

São já mais de 600 as actividades alinhadas um pouco por todo o país. E o número continua a subir. Escolhemos algumas, numa dúzia de pontos do mapa, em vertentes diversas. São todas gratuitas, tal como a maioria das que compõem a rede (disponível na plataforma da DGPC). Recomenda-se rapidez a marcar lugar, já que muitas têm lotação limitada e/ou requerem inscrição prévia.

 

A dinâmica inclusiva reflecte-se no convite para Sentir o Património no Museu de Olaria, que promove uma oficina para grupos com necessidades educativas especiais. Está marcada para dia 24, das 10h às 14h30. No dia seguinte, o museu presta-se a um encontro de jogos de tabuleiro na sua ludoteca, entre as 14h30 e as 18h30. As inscrições realizam-se pelo número 253824741 ou pelos endereços servicoeducativo@cm-barcelos.pt (oficina) e arqueologia@cm-barcelos.pt (encontro). Também neste dia, mas fora de portas, o concelho convida a caminhar pelo Trilho do Monte do Facho, das 8h30 às 13h, ou passear de barca no rio Cávado, das 14h às 16h e das 16h às 18h. O pedido de presença deve ser endereçado a turismo@cm-barcelos.pt ou 253811882.

É com música e dança que o Vale do Varosa vê ressurgir Sangue Novo Veias Antigas, um projecto forjado na edição do ano passado, com o propósito de harmonizar o património com as artes e o passado com o presente. Dia 25, às 17h, a Academia de Música do Município de Tarouca e a escola de dança Ginasiano actuam no Mosteiro de São João; mais tarde, às 21h30, as vozes do grupo Amicitia Chorus ecoam na Igreja de São Pedro.

Durante toda a duração das Jornadas do Património (e mais além), as terras de Viriato propõem mais de 30 actividades para todas as idades e condições. Do centro histórico à Mata do Fontelo, passando pelos Jardins do Solar do Vinho do Dão, pela biblioteca e pelos oito museus municipais, os visitantes podem, por exemplo, usar o tacto para conhecer peças expostas no Museu do Quartzo (dinossauros incluídos), participar em várias oficinas ao ar livre, percorrer e descobrir a Rua Direita num jogo ou simplesmente a admirar as instalações de luz que ficam a enfeitar a cidade até ao final de Outubro. Todas as sugestões – e respectivas normas de participação – estão elencadas aqui.

A Torre dos Clérigos não falta à chamada. Mas, desta vez, além de receber visitas, promove uma sessão especial para cegos e amblíopes, em parceria com Acapo, a 30 de Setembro, às 15h (inscrição: info@torredosclerigos.pt). Já o Hospital de Santo António promove um percurso pelos corredores deste “lugar-chave da memória e vivência” da cidade (dias 24, 25, 1 e 2, das 15h às 16h). Também abre as portas da sua farmácia – ou melhor, da sua botica oitocentista – a visitas livres (dias 25 e 2, das 10h às 18h; dias 24 e 1, das 9h às 17h) ou orientadas, que dão direito a conhecer preparados medicinais de outros tempos (dias 24, 25, 1 e 2, das 11h às 12h). Inscrições em museudochp@chporto.min-saude.pt. E porque As Ruas Também São Nossas, o Centro de Estudos Interculturais organiza um percurso para dar a conhecer a cidade através da arte urbana inscrita nas suas artérias. O encontro está marcado para as 15h de 2 de Outubro, no Campo 24 Agosto – assim seja feita a inscrição pelo e-mail cei@iscap.ipp.pt.

O Teatro Municipal de Ourém acolhe, a 25 de Setembro, às 21h30, um concerto de Miramar, nome para a junção das guitarras de Peixe (ex-Ornatos Violeta e Pluto) e Frankie Chavez, com adição de imagens manipuladas ao vivo, em tempo real (reservas: bilheteira.tmo@mail.cm-ourem.pt). A 3 de Outubro, às 10h, há Caça ao Tesouro na Vila Medieval, um jogo para mergulhar na história local, qual “labirinto de perguntas e respostas”, recheado de pistas, enigmas e, claro, um tesouro-surpresa. Pelas ruas andará também, a partir das 16h30 do mesmo dia, a peça Nuno, Construtor de Liberdades, em que o grupo de teatro Apollo homenageia D. Nuno Álvares Pereira com a recriação histórica de quatro quadros da sua vida. O público vai com os actores, a partir da Casa do Administrador. Tanto a caça como a peça requerem inscrição (museu@mail.cm-ourem.pt). 

Os jardins do Palácio Nacional de Queluz iluminam-se entre trotes e músicas. O objectivo é recriar o ambiente das festas nocturnas que ali se realizavam no século XVIII, sob o olhar da família real. Entre as 20h e a meia-noite de 2 de Outubro, o monumento deixa-se enfeitar pela luz das velas (de LED) e outras luminárias. É neste cenário que, às 20h30 e 22h10, a Escola Portuguesa de Arte Equestre dá um “espectáculo que alia a beleza da equitação barroca à delicadeza dos jogos de água”, anuncia a Parques de Sintra. Às 21h, a soprano Nádia Fidalgo e a pianista Melissa Fontoura reúnem-se para um recital pautado por árias de ópera, canções napolitanas e citações de musicais. O bilhete normal custa 5€ (sendo grátis para crianças até seis anos) e pode ser adquirido aqui

O Teatro Romano mobiliza-se para dois passeios: um por Felicitas Iulia Olisipo, à procura de vestígios da ocupação romana (dia 25, às 10h30), e outro pela colina do castelo (dia 26, às 10h30), na senda da história de “uma Lisboa que sempre foi multiétnica, multilinguística e multiconfessional”. Já o Palácio Pimenta convida a Sentir Lisboa numa visita orientada à exposição Viagem ao Interior da Cidade (dia 25/9, às 14h30). O Museu de Santo António põe-se a andar numa espécie de viagem no tempo pela capital, ao encontro de Alfacinhas do Século XII - Muçulmanos, Judeus e Cristãos (dia 26, às 16h). Entretanto, Lisboa Sai do Armário num percurso com início no Largo de São Domingos (dia 25, às 16h), para revelar “personagens, espaços e histórias da comunidade LGBTI, desde o final da Idade Média até aos nossos dias”. A chamada a todas estas actividades é feita pelo Museu de Lisboa. Vale para maiores de dez anos e requer marcação (reservas@museudelisboa.pt).

A 25 de Setembro, às 10h, o Museu A Estação, em Pinhal Novo, aproveita a boleia para mais uma viagem por outro tipo de património: a memória dos caminhos-de-ferro. A bordo sobem as recordações e experiências partilhadas, na primeira pessoa, por antigos ferroviários. São eles os condutores de No Meu Tempo… Neste sábado, a tarefa cabe a Henrique Alcaçarenho, de 83 anos, que trabalhou como supervisor de via. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail patrimonio.cultural@cm-palmela.pt. Não é preciso pagar bilhete, mas a lotação é limitada. Se perder este comboio, marque já lugar num dos próximos: há mais duas sessões, a 16 de Outubro e 20 de Novembro. 

O convite é para vislumbrar pormenores das Ruínas Romanas de Tróia, primeiro com um dia aberto aos trabalhos arqueológicos e depois com uma visita guiada. Em qualquer dos casos, é uma “oportunidade de conhecer as inúmeras e surpreendentes descobertas, reveladas pelas escavações arqueológicas que decorrem desde Abril, deste que foi o maior complexo industrial de salga e conserva de peixe do Império Romano”, lembra a autarquia. Exemplos? Vestígios de uma hospedaria do século XVII e de calçada do XVIII. O dia aberto está agendado para 24 de Setembro, com sessões às 11h, 11h30, 14h30, 15h e 16h (inscrições: arqueologia@troiaresort.pt). A visita guiada acontece a 2 de Outubro, com partida às 9h30 da Câmara Municipal (marcações: 269450129 ou nucleo.saopedro@cm-grandola.pt)

O Museu Municipal de Olhão faz-se ao mar no caíque Bom Sucesso. Particularmente apontado a jovens entre os 12 e os 25 anos, este passeio interpretativo pretende “sensibilizar para o património cultural subjacente à paisagem da ria Formosa”. Solta amarras a 29 de Setembro, tendo como ponto de encontro o edifício do Compromisso Marítimo, às 14h30. Mais informações: museu@cm-olhao.pt.

Três obras de Buster Keaton acompanhadas ao vivo por oboé e guitarra. A cortesia é do Museu da Horta, no Faial. Tiago Marques e Zeca Sousa tocam os instrumentos; Tomás Melo encarrega-se das projecções. E assim se faz Cinema Mudo Musicado ao Vivo na Casa Manuel de Arriaga, a 30 de Setembro, às 21h30 (inscrição: 292293361). Dias antes, a ilha das Flores oferece jornadas para caminhantes. A 25 de Setembro, entre as 9h30 e as 13h30, um passeio pedestre vai dos Cedros à Ponta Ruiva, enveredando por caminhos rurais. Ao longo de quatro quilómetros, vão sendo explicadas “as particularidades culturais e ambientais presentes no trilho, as alterações da paisagem por força da intervenção humana que teve que ‘moldar’ a natureza às suas necessidades”. Organizado pelo Museu das Flores, o percurso é destinado a famílias, mas não recomendado a menores de 14 anos. Para entrar na rota, basta activar estes contactos: parque.natural.flores@azores.gov.pt ou 292542447.

No Funchal, o Palácio de São Lourenço enche-se de visitantes. A partir das 10h de dia 24 de Setembro, acolhe-os nas suas salas e nos seus jardins, deixando-os passear à vontade com recurso a guias que podem ser descarregados para qualquer smartphone. Às 15h, lembra-lhes que O Palácio É Nosso, numa visita comentada. Uma hora depois, escuta a Orquestra de Cordas do Conservatório da Madeira. Todos os pedidos de inscrição devem seguir para o número 291202530 ou para o e-mail gabrr.palacio@gmail.com. Para terminar numa nota doce, ainda que virtual, sugerimos uma visita online (e inclusiva) ao museu A Cidade do Açúcar, em busca da história do ciclo do “ouro branco”, que marcou a ilha entre os séculos XV e XIX (de 24 de Setembro a 3 de Outubro, às 9h).