É um dos cafés históricos do Porto que se adaptou à animação nocturna portuense sem perder a identidade. Alteração dos valores da renda pode pôr em causa a continuidade do estabelecimento.

  • É um dos cafés históricos do Porto que se adaptou à animação nocturna portuense sem perder a identidade. Alteração dos valores da renda pode pôr em causa a continuidade do estabelecimento.

  • Como resgatar as livrarias mais belas do mundo da predação do turismo? Ponto de partida para uma discussão agora iniciada no Porto com o objectivo de criar uma rede internacional de lojas históricas.

  • A plataforma online testa produtos virtualmente, permitindo que as empresas não precisem de testar um protótipo físico e poupem tempo dinheiro

  • Empresa lançou nesta sexta-feira o concurso público internacional que permite que chegue a 2020 com apenas 19% dos veículos a diesel.

  • O aeroporto Francisco Sá Carneiro passa a receber, a partir do próximo dia 28 de Abril, voos directos da Monarch. São três os destinos com três frequências semanais.

  • Empresa superou 15 milhões de clientes entre Janeiro e Março de 2017. Passageiros na linha do aeroporto cresceram 26% em termos homólogos.

  • Mudou-se para o Porto para implementar um projecto de reabilitação na freguesia do Bonfim. E, um ano depois, chegou a Campanhã. No Habitar Porto, criado por Aitor Varea Porto, arquitectos e educadores sociais buscam uma outra cidade. Com habitação a preços justos.

  • O cinema vai ter uma sala principal com 600 lugares e outra secundária com 150, mas o projecto ainda não está concluído. O arquitecto quer recuperar os dois frescos do pintor Júlio Pomar.

  • E-nxada é a nova criação da Erva Daninha e da Binaural/Nodar que vem falar de ruralidade ao meio urbano e está a partir desta quarta-feira em cena no Teatro Carlos Alberto, no Porto.

  • Para o sociólogo João Queirós, o Porto deve “restituir a complexidade na discussão e nas políticas” de reabilitação urbana. Reduzir a questão ao turismo é um erro, acredita.