Reino Unido e França prometem acabar com os automóveis que sempre conhecemos em pouco menos de duas décadas. A indústria já está bastante avançada. As cidades e as políticas é que ainda estão a preparar-se.

  • Reino Unido e França prometem acabar com os automóveis que sempre conhecemos em pouco menos de duas décadas. A indústria já está bastante avançada. As cidades e as políticas é que ainda estão a preparar-se.

  • Departamento do Tesouro incluiu mais 13 dirigentes chavistas na lista das sanções. Chefe da diplomacia europeia exigiu que Caracas tome "medidas urgentes" para travar a escalada de violência no país.

  • Entre os 35 migrantes, sete são crianças e dez são mulheres. São provenientes do Iraque, da Síria e da Palestina.

  • Presidente dos Estados Unidos trava uma ordem de Barack Obama que era vista como o fim do último resquício de discriminação nas forças armadas.

  • Pela primeira vez, um chefe do Governo espanhol em funções foi ouvido em tribunal. Rajoy nega ter recebido qualquer pagamento suplementar. Esquerda pede que se demita.

  • Varsóvia diz que não aceita "chantagens" ou críticas ao seu plano para reformar o sistema judicial, que põe em causa a separação de poderes.

  • O país inicia esta quarta-feira uma nova paralisação de 48 horas, numa derradeira tentativa de impedir a votação para uma assembleia constituinte convocada por Nicolás Maduro.

  • Nos últimos dois dias assisti aqui a uma vitória dos polacos contra o seu próprio governo.