• Não me enganem com unicórnios de plástico: o amor é em si mesmo uma coisa extraordinária, e é precisamente na rotina que ele se torna ainda mais extraordinário. Não precisa de néones para nos deixar zonzos.

  • Um tribunal espanhol obrigou um homem a indemnizar a ex-mulher em 23.628 euros por trabalho doméstico. Em Portugal também é possível, mas a lei não é aplicada porque "é muito difícil provar" que a renúncia de um dos cônjuges foi excessiva.

  • Só quando Mónica foi para a escola é que se percebeu que era vítima de maus tratos. Em 2016, o Instituto de Medicina Legal detectou, nas perícias que fez a menores, indícios de maus tratos perpetrados por pais e mães em 416 casos.

  • Esquerda quer acabar com a discriminação das mulheres no direito a casar. Bloco propõe intervalo máximo de 180 dias como os homens, PS quer apenas 30 para os dias e PAN elimina o hiato. Parlamento à espera de pareceres sobre redução do prazo para casar após divórcio para votar propostas.

  • Perante a claustrofobia geral, há um blogue, espécie de comunidade emocional de mães 3.0, onde estas rompem o estereótipo da mãe perfeita e reivindicam o seu direito ao espaço público.