Há um gadget para isso

Seja para trabalho ou lazer, de manhã ou à noite, há invenções para quase tudo. Algumas são úteis. Outras, apenas engraçadas.

Foto
Brendan McDermid/Reuters

Na era do multitasking, o objectivo é fazer o máximo de coisas no mínimo de tempo: desde ligar a máquina de café, fazer exercício físico, registar o número de passos dados, aprender a dançar, embrulhar presentes. Tudo enquanto se lê uma mensagem no smartphone.

Ao longo de 2017, o PÚBLICO publicou às sextas-feiras listas de aparelhos que ajudam as pessoas a fazer mais no dia-a-dia. Do acordar, ao deitar, passando pelos períodos de trabalho, há sugestões para todos os momentos do quotidiano. 

8h – 9h30

Café no despertador

No artigo Um café literalmente para acordar vimos as tecnologias que ajudam quem é incapaz de funcionar sem a bebida. Entre as sugestões, está uma capa de smartphone que tira cafés (ainda não foi lançada) e um despertador que acorda as pessoas com um copo de café e vem com uma entrada USB para carregar o telemóvel. Muitos aparelhos vêm com uma aplicação móvel incluída para aprender a tirar o "copo de café perfeito". Afinal, em todo o mundo, já se bebem mais de dois mil milhões de chávenas por dia, segundo algumas estimativas. 

PÚBLICO -
Foto
Já usou café como um despertador? Barisieur

Vista-se de forma inteligente

Com a tecnologia, a roupa também se pode tornar inteligente: em Vestidos para esconder o nervosismo e calças que ensinam ioga mostrámos projectos de roupa criada para esconder as emoções (através de sensores que avaliam a transpiração), casacos que atendem chamadas e mais. As Nadi X ajudam os utilizadores a aperfeiçoar poses de ioga com sensores que vibram ligeiramente nos pontos em que a postura esta incorrecta (joelhos, ancas, tornozelos). A informação pode ser toda consultada numa aplicação móvel.

PÚBLICO -
Foto
Há quem esteja a criar "vestidos anti-vergonha" Urban Armor

Ligue a lâmpada antes de sair

A Tovnet é uma câmara escondida numa lâmpada LED inteligente. O objectivo é oferecer um equipamento de vigilância barato e discreto que também é capaz de iluminar uma divisão. Mas além de lâmpadas, há vários acessórios (botões, brincos, relógios oecolares) com pequenas câmaras inseridas. Fazem parte do conjunto de objectos apresentados na lista Sorria. Esta lâmpada está a filmá-lo, que ajuda os utilizadores a manter o seu mundo sob controlo.

9h30 – 17h

Um computador disfarçado de caneta

Além de canetas descritas como "inteligentes", em Um caderno sem fim que vai ao microondas pode conhecer tecnologia para quem gosta de escrever à mão, em vez de teclar, mas quer que fique tudo registado na Internet. Esta lista foi criada a tempo do regresso às aulas, mas qualquer fã de material de papelaria encontra propostas interessantes. A Echo, por exemplo, tem o aspecto de uma “caneta”, mas regista tudo o que os utilizadores dizem, ouvem e escrevem e junta, automaticamente, os apontamentos (áudio e escritos) num formato digital. 

Porta-chaves com SOS

Se a qualquer altura do dia precisar de ajuda, há pequenos dispositivos capazes de comunicar, de imediato, a localização do utilizador. Falámos sobre o tema em Porta-chaves com SOS e outras tecnologia de emergência. O Revolar Instinct, lançado este ano, é um exemplo em formato de porta-chaves. Vem com três modos de alerta ("estou seguro", "vem ter comigo", e "emergência") e envia mensagens com a localização do utilizador para contactos pré-definidos. 

Caixas de medicamentos falantes

A Maya é uma caixa para ajudar quem tem de se lembrar de tomar vários medicamentos por dia. Vem com 28 divisões que se iluminam na altura em que é preciso tomar uma determinada dose. Se uma pessoa não reparar no alarme visual, a caixa telefona-lhes. É parte de uma onda de gadgets destinados, especificamente, a ajudar os idosos na área da saúde. Damos conta de alguns em Caixas de medicamentos falantes para quem se esquece de tomar os comprimidos. Também há companheiros de casa robóticos.

PÚBLICO -
Foto
Esta caixa diz quando tem de tomar os comprimidos Maya Medminder

Quando o frio aperta

Com o aproximar do Inverno, dedicámos uma lista aos aparelhos que permitem aguentar melhor o frio. O Jül, por exemplo, é um termo que mantem a temperatura perfeita desde que se começa a beber até ao fim. Seja café, chá, leite com chocolate ou mesmo sopa. Para quem quer continuar a trabalhar no computador (sem colocar as mãos no interior de uma almofada USB) há um rato para o computador que aquece. O calor ainda relaxa os músculos e fomenta a circulação sanguínea. 

17h - 19h

Fuja ao ginásio

 dispositivos com a missão de ajudar as pessoas a serem mais saudável, e a mexerem-se mais, mesmo sem ir a um ginásio. Em Ser mais saudável sem se levantar da cadeira sugerimos um aparelho para pedalar (sentado) que bloqueia o computador de cada vez que se pará. Um outro aparelho, colado à coluna, vibra de cada vez que alguém curva as costas ou se senta mal, e a informação é toda enviada para uma aplicação móvel.

PÚBLICO -
Foto
A tecnologia já corrige a sua postura Upright Go

Aos saltos

A tecnologia não foge dos fãs de exercício físico. Afinal, os pequenos equipamentos portáteis (capazes de registar o desempenho físico de quem faz exercício) ocupam a primeira posição no pódio das maiores tendências de fitness desde 2016. Alguns dispositivos vão além disso e criam exercícios baseados na tecnologia. A Smart Rope surge no artigo Ginásios de bolso, calções inteligentes e outras tecnologias para atletas: trata-se de uma corda para saltar que dá informação sobre a velocidade e número de saltos, enquanto o utilizador está no ar. Fá-lo graças as 23 luzes LED incorporadas.

Simpatia de robô

Já há robôs com competências de socialização, capazes de interagir com humanos. Alguns, estão empregados. A Pepper, mencionada no artigo Os robôs sociais já deslizam entre nós, pode ser encontrada a trabalhar na Pizza Hut do Japão, num hospital da Bélgica, e em alguns supermercados Carrefour. Ligada directamente à Internet, a robô com um ecrã colado ao peito informa as pessoas em seu redor sobre as notícias mais recentes, o estado do tempo, e ajuda a encontrar receitas. Pode-se tentar falar com a Pepper sobre diferentes temas, que a máquina pesquisa online.

PÚBLICO -
Foto
A Pepper já trabalha em algumas lojas Softbank

19h30 - 22h

Horta inspiradas na NASA

Viver num apartamento na cidade já não é desculpa para não cultivar os próprios frutos e legumes. A NASA tem uma solução. Em Hortas inteligentes e aquecedores à luz das velas começamos por falar da Click & Grow, que se inspirou nas missões da agência de exploração espacial norte-americana para criar micro-hortas e jardins que sobrevivem em pequenos espaços fechados, sem luz do sol. As estantes vêm todas equipadas com sensores que monitorizam a qualidade da terra, a intensidade da luz das lâmpadas, e estão programadas para libertar nutrientes automaticamente.

PÚBLICO -
Foto
Há vários tamanhos de hortas inteligentes disponíveis Click & Grow

No fim do dia

Pôr-do-sol privado

Com muitas pessoas a dormir pouco e mal, a tecnologia é muitas vezes a vilã. Não tem de ser assim. A máscara da Illumy – um dos gadgets na nossa lista de aparelhos que ajudam a descançar – simula o amanhecer ou o anoitecer (a qualquer hora e em qualquer lugar) através de painéis de luzes LED. O objectivo é relaxar as pessoas e evitar que corram para ver as horas no telemóvel quando não conseguem adormecer.

Se depois desta lista quer descansar de tanta tecnologia, experimente alguns jogos de tabuleiro inspirados em videojogos.