PS estende a mão ao PCP: aceita limitar contratos a prazo e acabar com período experimental de 180 dias

Se não houver alterações na especialidade, serão também reduzidas para duas o máximo de renovações dos contratos a termo certo e a duração do contrato a termo incerto só pode ter o máximo de três anos.

Foto
Nuno Ferreira Santos

O PS aprovou nesta quarta-feira à tarde um dos quatro projectos de lei do PCP que revogam várias normas do Código do Trabalho que os comunistas reclamavam há vários anos, e que limita a contratação a prazo, representando um conjunto de medidas de combate à precariedade laboral, nomeadamente a limitação do número de contratos a prazo possíveis e o tempo do período experimental a que um trabalhador pode ficar sujeito.

Sugerir correcção
Ler 7 comentários