Incêndios

Todos os tópicos

A função das perguntas pertence principalmente à oposição, como é natural. E a função das respostas pertence ao Governo. Mas é fundamental que esse exercício parlamentar e mediático não degenere na habitual zaragata politiqueira.

  • A função das perguntas pertence principalmente à oposição, como é natural. E a função das respostas pertence ao Governo. Mas é fundamental que esse exercício parlamentar e mediático não degenere na habitual zaragata politiqueira.

  • Continuaremos a fingir que o que aconteceu em Pedrogão Grande não pode acontecer em mais lado nenhum? Não basta ouvir: tem de se mostrar que se ouviu. E reagir.

  • "Hoje já sabemos que alguma coisa não correu bem para acontecer o que aconteceu e, portanto, não devíamos desdramatizar na altura, como não podemos desdramatizar agora", diz o líder do PSD.

  • O responsável garante ser a favor da propriedade privada mas acredita que a gestão florestal deve ser feita de forma diferente. João Marques elogia ainda o apoio que tem recebido depois do incêndio que provocou a morte de 64 pessoas e fez mais de 200 feridos.

  • No ano em que foi proibido o lançamento dos típicos balões de ar quente, a festa foi considerada mais segura, com “números extraordinariamente baixos” de ocorrências hospitalares.

  • Autoridades acreditam que o sinistro na região de Huelva, que já penetraram no parque natural de Doñana, tenha por trás a mão humana – seja por negligência, seja por crime. O fogo, combatido por mais de 500 operacionais, levou ao encerramento de estradas, isolando mais de 50 mil pessoas.