Na exposição ao Ministério Público, deputado municipal do Bloco revela que os compromissos assumidos pelo município, “além de violarem a legalidade urbanística, podem significar encargos patrimoniais” de um valor que requeria intervenção da assembleia municipal.

  • Na exposição ao Ministério Público, deputado municipal do Bloco revela que os compromissos assumidos pelo município, “além de violarem a legalidade urbanística, podem significar encargos patrimoniais” de um valor que requeria intervenção da assembleia municipal.

  • Bloco de Esquerda conseguiu enquadrar os emigrantes nos fundos de recuperação de créditos que vão permitir pagar aos clientes do papel comercial.

  • Nas duas últimas semanas, fez-se um ponto de situação. Mas ainda não há Orçamento à vista. Nova secretária de Estado também adiou negociação com sindicatos. Só depois das férias todos voltam a conversar.

  • Há evidências que tornam cristalino como é profundo o racismo em Portugal.

  • O PCP votou contra o Banco de Terras porque não aceita que o Estado aliene as suas responsabilidades de gestão florestal nem que entregue o seu património, a prazo, aos interesses privados.

  • O Governo assegurou hoje estar pronto para aplicar a decisão aprovada na quarta-feira no Parlamento de fazer com que as famílias que mudaram para o mercado livre de electricidade possam regressar ao regime regulado.

  • No final da reunião da bancada do PS, o seu líder desvaloriza as confusões da véspera, tanto na comissão de inquérito sobre a Caixa como sobre o chumbo da proposta socialista sobre a floresta por uma aliança BE, PSD e CDS.