Entrevista

Ministro da Economia: “Temos artilharia preparada para mitigar danos do coronavírus”

Pedro Siza Vieira diz que há um “ritmo muito acelerado de cancelamentos” no turismo e mostra-se preocupado com a Páscoa.

Até ao momento, Portugal não sofreu danos significativos por causa do contágio na Europa pelo novo coronavírus. Há sectores mais expostos, como o turismo, que regista um impacto "moderado”, mas o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, pede cabeça fria e cooperação para se controlar a crise no plano da saúde pública e os riscos económicos. No imediato, o Governo lança uma nova linha de crédito para apoio à tesouraria das empresas afectadas, com uma dotação inicial de 100 milhões de euros, revela o governante, nesta entrevista ao PÚBLICO e à Rádio Renascença. A medida foi antecipada por António Costa no Parlamento. O ministério acrescentou depois alguns detalhes: o plafond máximo é de 1,5 milhões de euros, a comissão e garantia é de 0,75%, a garantia vai até 80%, a contragarantia é de 100% assim como a bonificação da comissão de garantia. A linha de crédito será incluída no programa Capitalizar, com condições melhoradas, diz o Governo.