A Reserva Federal (Fed) anunciou hoje que deixou as taxas de juro inalteradas entre 1% e 1,25% e que vai começar em Outubro uma redução gradual da carteira de dívida que adquiriu desde a crise financeira de 2008.

  • A Reserva Federal (Fed) anunciou hoje que deixou as taxas de juro inalteradas entre 1% e 1,25% e que vai começar em Outubro uma redução gradual da carteira de dívida que adquiriu desde a crise financeira de 2008.

  • Se os economistas por vezes falham, a política económica também falhará e nem sempre pode ser condenada.

  • Rússia, Angola e Arábia Saudita valem cerca de metade das importações chinesas de petróleo.

  • Gestora de activos MFS insta outros minoritários a rejeitarem os 6,75 euros por acção oferecidos pela EDP e defende metodologia que aponta para um mínimo de 11,73 euros.