• Projetados nos finais do século XIX por Rodrigo Berquó para internar aquistas e fazer da cidade uma verdadeira estância termal, os Pavilhões dos Parque nunca chegaram a cumprir essa função.

  • A sala de estar de Olinda é o cabeleireiro onde trabalhou quarenta anos. Silvina veio sem conhecer ninguém, mas já se habituou à Mouraria. Carla tem receio de ir à janela para não ver estrangeiras com as mamas de fora. Histórias da vida da Rua dos Lagares, que quer ser um símbolo contra os despejos.

  • Praças como a do Infante, a de Lisboa, renovada há quatro anos, ou o Passeio das Virtudes passaram de locais sem gente a ponto de encontro de muitos que preferem ficar em jardins ao ar livre. Há quem também procure os vários jardins interiores da cidade.