Torne-se perito

Para entrar em 2017 com o pé direito na pista de dança, é só escolher

Além dos espectáculos ao ar livre no Porto e em Lisboa, nomes como Tom Barman, Hugo Alfredo, OGRE e Daniel Avery são algumas das propostas alternativas.

Foto
Tom Barman dos dEUS estará no Cinema Batalha DR

A contagem decrescente para 2017 aproxima-se a passos largos e há vários itens essenciais que compõem o kit de sobrevivência à noite das doze badaladas. A começar pelo champanhe, passando por um bonito espectáculo de fogo-de-artifício e pelas uvas passas, é obrigatório ter acesso a um leque variado de música e animação para todos os gostos.

No Porto, a passagem de ano faz-se ao ar livre na principal sala de visitas da cidade, a Avenida dos Aliados. A autarquia espera receber cerca de 100 mil pessoas e preparou uma programação que se inicia às 22h30 com os Blind Zero, que celebraram este ano duas décadas de carreira e estão a caminho do oitavo álbum. Já para celebrar o novo ano sobem ao palco às 00h30 os Azeitonas, numa actuação que será a última com Miguel Araújo na banda. Haverá, ainda, palcos alternativos na Praça D. João I, Praça dos Poveiros e Praça dos Leões com vários DJs que sugerem estilos de música diferentes.

Quem preferir fugir à enchente da rua poderá deslocar-se ao histórico Cinema Batalha, classificado em 2012 como monumento de interesse público. A festa Bye New Batalha! tem como anfitriã a editora discográfica portuense Sister Ray e receberá, entre outros, Fernando Alvim e Tom Barman, vocalista e guitarrista da banda belga dEUS. Também o Plano B, que completou 10 anos no início do mês, oferece muita música em noite de passagem de ano, com sets de nomes como Filippo Lippi, Pixel82 e Nuno Lopes.

O Maus Hábitos – Espaço de Intervenção Cultural promete animar a noite com programação dividida entre as suas duas salas. Na Sala de Espectáculos, Hugo Alfredo dos Sensible Soccers abrirá o caminho para a pista de dança, seguido de Puto Márcio, produtor da editora portuguesa Príncipe Discos. Já no Salão Nobre estarão Nuno Dias, do podcast semanal Obrigado, Internet, e Jonathan Tavares da Silva, da editora portuense Lovers & Lollypops. No Gare Porto, esperam-se as doze badaladas na presença do jovem DJ italiano Alfredo Mazzilli, cujas influências incluem nomes como Aphex Twin ou Sandwell District. Já o Hard Club vive o Happy Neo Year, com a festa a cargo da organização do festival de música electrónica Neopop.

Em Lisboa, as multidões prometem concentrar-se na Praça do Comércio para entrar em 2017 ao som de Rui Veloso e de temas como Nunca Me Esqueci de Ti, A Paixão ou Primeiro Beijo. Depois do colorido espectáculo de pirotecnia, é a vez de Agir ajudar a capital a dar as boas vindas ao novo ano. Os concertos continuam na tarde deste domingo, com actuações da fadista Raquel Tavares e da Orquestra Roemer Pinatel.

O réveillon lisboeta desdobra-se em muitos com várias opções por toda a cidade. A Fábrica Braço de Prata define 2017 como “o primeiro de vários anos de horror”, aludindo às transformações políticas e sociais dos últimos 12 meses, mas compromete-se a celebrar de cabeça erguida com música de Salvador Sobral, OGRE (projecto da cantora de jazz Maria João que mistura o género com música electrónica) e do acordeonista João Gentil, entre outros. Na Casa Independente, a noite é protagonizada pelo afro-baile de CelesteMariposa, pela DJ portuguesa Rita Maia e por DJ Firmeza.

O Casino de Lisboa fecha o ciclo de concertos de entrada livre de 2016 com os HMB e a stand-up comedy de João Paulo Rodrigues. Em Alfama, o Duetos da Sé recebe a música dos Ahí Namá, um projecto de música cubana que se apresenta numa linguagem actual. Na Taberna das Almas, a entrada em 2017 com o pé direito faz-se em formato de DJ sets distribuídos por duas salas, com actuações de Throes + The Shine, Octapush, Mike El Nite, La Flama Blanca e DarkSunn, entre outros. No Lux Frágil, a passagem de ano assinala-se com a presença de Daniel Avery como convidado especial. O produtor e DJ britânico é um dos mais proeminentes nomes do techno actual e o seu álbum Drone Logic, de 2013, foi reconhecido como um dos melhores desse ano. O artista apresentou, recentemente, o remix do single Sensation.