7 dias, 7 fugas: pára tudo para dançar, brindar e saborear o Verão que passa a voar

Um desfile estático em Santarém remata uma semana cheia de brindes em praias algarvias, danças do mundo no Alto Minho, Oriente no Porto, cinema A Gosto em Braga, sardinha no prato em Portimão e outros voos a dar à costa alentejana.

fugas,cinema,danca,algarve,braga,porto,
Fotogaleria
A caravana de Vinhos do Tejo nas Praias chega ao areal algarvio DR
fugas,cinema,danca,algarve,braga,porto,
Fotogaleria
O festival Folk Monção acolhe grupos de dez países em 11 localidades DR
fugas,cinema,danca,algarve,braga,porto,
Fotogaleria
Fotografia de Outros Mundos, exposição patente na Árvore, no âmbito do Oriente nas Virtudes Ana Abrão
,Silencioso
Fotogaleria
O Garoto, de Charlie Chaplin, abre o ciclo de cinema A Gosto de Verão, em Braga DR
fugas,cinema,danca,algarve,braga,porto,
Fotogaleria
O Festival da Sardinha de Portimão volta a ocupar a zona ribeirinha Câmara Municipal de Portimão
Balão de ar quente
Fotogaleria
A Craveiral Farmhouse, em Odemira, abre-se à Belong Experience DR
fugas,
Fotogaleria
Santarém monta o seu terceiro Festival de Estátuas Vivas Câmara Municipal de Santarém

Sábado, 30: Algarve a banhos e vinhos

Começou em meados de Julho na Nazaré, andou pela Ericeira, São Martinho do Porto, Foz do Arelho e Baleal, e chega agora a terras – ou melhor, areias – algarvias.

Com a promessa de ir “brindando e refrescando os veraneantes”, a caravana de Vinhos do Tejo nas Praias dá a provar oito néctares – cinco brancos e três rosés – “ideais para degustar nos dias quentes, a solo ou a acompanhar as refeições leves e frescas”. Esta quinta edição é exclusivamente fornecida por produtores de Almeirim: Adega de Almeirim, Quinta do Casal Branco, Quinta da Alorna e Fiuza.

Neste sábado, a prova (gratuita) faz-se na Praia da Rocha, em Portimão, onde a iniciativa fica até 1 de Agosto. Depois, é a vez de Lagos (3 a 5), Quarteira (6 a 8), Albufeira (9 e 10) e Monte Gordo (13 a 15).

Domingo, 31: em Monção, que dance o mundo

No Alto Minho – e também na vizinha Galiza – volta a mexer o festival que nasceu para pôr O Mundo a Dançar. O Folk Monção dá palco às mais diversas expressões do folclore, quais carimbos num passaporte para a descoberta de culturas de vários pontos do globo – neste caso, Angola, Brasil, Chile, Colômbia, Costa do Marfim, EUA, Indonésia, México, Polónia e Portugal.

Dali vêm os grupos convocados para a 37.ª edição, marcada para 30 de Julho a 7 de Agosto, em dez localidades para além de Monção. Não é preciso pagar bilhete; basta trazer a vontade de transformar “o convívio e a união num sentimento tão poderoso que nenhuma arma do mundo poderá destruí-lo”, nota a organização, a cargo do Grupo Folclórico da Casa do Povo de Barbeita. O mapa completo está aqui.

Segunda, 1: Porto de virtudes orientadas

A Vez das Deusas exibe cartazes da Índia; Outros Mundos mostra retratos de minorias étnicas na Ásia pela lente de Ana Abrão. Ambas as exposições estiveram patentes no lisboeta Museu do Oriente e podem agora ser vistas na cooperativa portuense Árvore, no âmbito do segundo Oriente nas Virtudes, programa-fruto de uma parceria entre as duas instituições.

O caminho para os cartazes e fotografias está aberto todos os dias (excepto domingos e feriados), de 29 de Julho a 27 de Agosto, com entrada livre. Oficinas (pintura sumi-e, kokedamas, shibori, rangoli e taças tibetanas), ioga, música, dança e gastronomia indiana completam a experiência. Mais informações aqui.

Terça, 2: Braga com cinema A Gosto

Em Braga, está à espreita “um filme fresquinho com 101 anos”, lê-se no convite do Cineclube Aurélio da Paz dos Reis. Trata-se de O Garoto, de Charlie Chaplin, escolhido para inaugurar, nesta terça-feira, o ciclo de cinema A Gosto de Verão. Uma Pedra no Bolso, de Joaquim Pinto fará as honras de fecho, a 7 de Agosto.

Entre um e outro, são projectados diariamente no Teatro da Escola Sá de Miranda filmes oriundos de nove países, “para grandes, para minis e para vermos todos juntos”. Na palavra “minis” radica a novidade do ano: pela primeira vez em oito edições, há sessões especificamente direccionadas a crianças, jovens e famílias. Estas realizam-se às 16h; as restantes, às 21h, sempre com entrada gratuita. O alinhamento completo encontra-se aqui.

Quarta, 3: Portimão da sardinha-rainha

De 3 a 7 de Agosto, depois de dois anos de reinado adormecido pelas restrições pandémicas, “a sardinha assada a pingar no pão voltará a ser rainha” na zona ribeirinha de Portimão. Assim se anuncia o regresso do Festival da Sardinha, “o maior evento gastronómico de Verão que se realiza no Sul do país”, sublinha a autarquia, e um dos 25 melhores da Europa, elege o site de viagens Big 7 Travel, que o coloca no topo da lista.

O sabor não é tudo: à festa juntam-se artesanato, doçaria, animação de rua, um Petinga Park para os mais pequenos e muitos concertos. Nesta quarta-feira, é João Leote quem sobe ao palco principal, com Marisa Liz como convidada, seguido de David Fonseca (quinta), Bárbara Tinoco (sexta), Wet Bed Gang (sábado) e David Carreira (domingo).

Quem chegar mais cedo ao festival, a 2 de Agosto, ganha o direito de assistir à recriação histórica da descarga da sardinha (às 9h), de participar numa sardinhada ao almoço e de ouvir Lucky Duckies ao fim da tarde. O cardápio detalhado pode ser consultado aqui.

Festival da Sardinha de Portimão Câmara Municipal de Portimão
Festival da Sardinha de Portimão Câmara Municipal de Portimão
Festival da Sardinha de Portimão Câmara Municipal de Portimão
Fotogaleria
Câmara Municipal de Portimão

Quinta, 4: Craveiral entre balões e kombucha

Baptismos em balão de ar quente, passeios de mota eléctrica, provas de queijos, vinhos, cervejas e kombuchas, e visitas guiadas à horta são o prato do dia na Craveiral Farmhouse, em São Teotónio (Odemira). É ali que se instala, nesta quinta-feira, a Belong Experience, uma espécie de festival ao ar livre e ligado à natureza, que promete “um dia único” assente na sustentabilidade, nos produtos regionais e na economia circular”.

As experiências acima compõem um dos seus três vértices. Os outros são a gastronomia, cozinhada por chefs convidados por Alexandre Silva, e um mercado com produtores e artesãos da região. A entrada custa 30€; lá dentro, os preços variam consoante as escolhas (elencadas aqui). A boa notícia é que todos os euros gastos são dedutíveis numa futura estadia na quinta de turismo rural.

Sexta, 5: Santarém a parar para ver

Sem mexer um músculo, Santarém caminha para a celebração de uma arte tão peculiar quanto exigente: a imobilidade expressiva. O terceiro Festival de Estátuas Vivas da cidade sai ao centro histórico entre 5 e 8 de Agosto (sexta e sábado, das 21h30 às 23h30; domingo, das 17h30 às 19h30).

Há 20 exemplares para admirar, quatro deles artistas profissionais convidados e, entre estes, o pioneiro e recordista do Guinness António Gomes dos Santos. Só vai ser mais difícil ficar parado no último dia, às 18h, quando a Fanfarra Bizarra se puser a desfilar.

Sugerir correcção
Comentar