Das borlas fiscais aos cortes nos apoios, o que os partidos querem mudar no seu financiamento

Do fim das isenções fiscais aos cortes nos apoios do Estado, as forças políticas voltam à carga com alterações à lei de financiamento dos partidos. Nem o PSD nem o Chega propõe baixar as subvenções públicas. O PS e o Livre não deram entrada a iniciativas.

Foto
As propostas do BE e do PAN deram entrada esta segunda-feira Diego Nery

Desde o início da sessão legislativa, todos as forças políticas, excepto o PS e o Livre, apresentaram propostas de alteração à lei de financiamento dos partidos, cujas contas referentes a 2021 foram publicadas pela Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) na sexta-feira passada.

Sugerir correcção
Comentar