Raoul Peck: “Não quero provocar só por provocar. Quero revelar”

Raoul Peck, o realizador de Eu Não Sou o Teu Negro, diz-nos que com Exterminate All the Brutes, documentário sobre o racismo e colonialismo sistémicos (a partir de hoje na HBO), quer convidar o espectador para uma viagem que o afecte, que o surpreenda, que o engrandeça.

Foto
Exterminate All the Brutes foi rodado em parte durante a pandemia de covid-19 (aqui, Raoul Peck na rodagem), e terminado já este ano, mas a sua preparação data de há vários anos DR

Por Zoom da sua varanda, ao abrigo do sol, bem-disposto, conversador, atento, Raoul Peck entusiasma-se a falar de Exterminate All the Brutes. Explica que o filme em quatro partes (ao qual não quer chamar série) que agora surge nasceu das suas viagens a apresentar Eu não Sou o Teu Negro. E que não quer provocar só por provocar: quer, antes, convidar o espectador para uma viagem que o afecte, que o surpreenda, que o engrandeça.