ENTREVISTA

Todos os tópicos

Helena Roseta propõe que se estude a possibilidade de existir um eléctrico rápido no separador central da Segunda Circular. Diz que só assim valerá a pena fazer obras.

  • Helena Roseta propõe que se estude a possibilidade de existir um eléctrico rápido no separador central da Segunda Circular. Diz que só assim valerá a pena fazer obras.

  • Os jovens participam pouco na vida política e ainda menos na partidária. O estudo “Valores e expectativas de uma geração mais qualificada”, orientado por Marina Costa Lobo e Vítor Ferreira mostra uma juventude mais alheada dos partidos que da política.

  • Manuel Cargaleiro é um vulto da arte portuguesa desde meados do século passado. Integrou a Escola de Paris dos anos 1950, decorou uma das estações centrais do metro da capital francesa, onde vive, e tem também fundações e museus espalhados por Portugal e Itália.

  • Dez anos depois de ter começado a trabalhar na Gulbenkian em Lisboa, Miguel Magalhães chega agora à direcção da delegação da fundação em Paris. Diz que é o corolário de um percurso “feito na casa”.

  • O presidente da Câmara de Lisboa defende que o PS deve investir na cooperação com a esquerda. Fernando Medina elogia a "convergência". A um ano das autárquicas, diz que é cedo para falar nas eleições e aponta o dedo a PSD e CDS por o fazerem sem ser "pela cidade".

  • O presidente da câmara de Lisboa assegura que, depois de Abril, só deverá ficar por concluir o parque de estacionamento do Campo das Cebolas.

  • O Ornitólogo: natureza, animais e transcendência. A apropriação erótica, por João Pedro Rodrigues, da mitologia de um casamenteiro, Santo António de Lisboa. E talvez um auto-retrato.

  • A utopia conduz sempre ao totalitarismo? Ou a obra de Thomas More abre-se hoje a leituras diferentes das que foram feitas no século XX? O Teatro Maria Matos dedica um ano de programação a procurar a resposta para estas e muitas outras perguntas no ciclo Utopias que começa esta quinta-feira.