Estado está entre os clientes que podem ter de pagar para ter dinheiro nos bancos

Banco de Portugal não vai alterar carta circular que impede aplicação de comissões progressivas sobre depósitos, limitando a dar luz “verde” aos bancos sobre alguns clientes.

Foto
Bancos passam a cobrar por grandes depósitos de clientes institucionais. LUSA/MÁRIO CRUZ

O universo potencial de entidades a quem os bancos a operar em Portugal podem cobrar comissões sobre os depósitos, uma espécie de taxas de juro negativas, é considerável: entidades financeiras, incluindo públicas, fundos de investimento e pensões, sociedades de corretagem ou de câmbios, novas instituições de pagamento (há centenas autorizadas a operar no país), novos operadores bancários digitais, como o Revolut ou outros, e entidades de moeda electrónica.