• Ministério Público descreve ao pormenor a forma como o antigo procurador entrou no BCP. Banco e equipa de Nuno Amado não são acusados e recusam a tese de favorecimento do seu maior accionista à época, a Sonangol.

  • O BCP paga hoje os 700 milhões de euros que tinha em dívida ao Estado pela ajuda concedida em 2012, disse o administrador Miguel Bragança, sublinhando o benefício que trouxe aos cofres públicos.

  • Entre nós cabe ao partido do Governo saber navegar para além da bolina, olhando para mais longe do que a conservação e gestão do poder.

  • Esta quarta-feira, o BPI oficializa o seu novo dono: o grupo espanhol Caixabank. Depois de o BCP ter estabilizado com a Fosun e de Paulo Macedo já estar a recapitalizar a Caixa, fica a faltar encaixar o Novo Banco no turbulento puzzle financeiro português.

  • Banco e eléctrica têm participações cruzadas de capital há quase 20 anos.

  • Petrolífera estatal angolana entrou no banco em 2007.

O Público faz anos e o presente é para si! Saiba mais