Banco de Portugal

Todos os tópicos

Banco central reduziu o valor do reforço das provisões de 480 milhões de euros em 2015 para 200 milhões em 2016, mas diz que "não alterou nos últimos anos a sua política de provisões para riscos gerais"

  • Banco central reduziu o valor do reforço das provisões de 480 milhões de euros em 2015 para 200 milhões em 2016, mas diz que "não alterou nos últimos anos a sua política de provisões para riscos gerais"

  • Há um ano, no primeiro trimestre de 2016, prejuízos tinham sido de 249,4 milhões de euros.

  • A resolução do problema da dívida não deve ser guiada pelos populismos fáceis e demagógicos em que a política portuguesa – em todos os órgãos de soberania – se tornou fértil por estes dias.

  • Quando Manuela e Gregório eram mais novos, não havia cartões multibanco, nem empréstimos bancários. Em 1972, a taxa de poupança das famílias chegou a ultrapassar os 30,5%; no final de 2016, situava-se em 4,1%. Hoje, nas gerações mais novas, há quem prefira viver o dia-a-dia, ter “experiências”.

  • Uma brigada da Polícia Judiciária vai estar na Madeira, no início da próxima semana, para recolher depoimentos de perto de duas dezenas de accionistas e obrigacionistas do Banif que apresentaram, em Junho do ano passado, uma queixa-crime contra desconhecidos.

  • Dossiers de investimento dos obrigacionistas são documentos essenciais para a CMVM avaliar as queixas que recebeu até ao momento.

  • Indicadores divulgados pelo Banco de Portugal apontam para uma estabilização do consumo privado.

  • Entre as pessoas que o Parlamento Europeu quer ouvir há ex-governantes, como José Sócrates, mas também banqueiros, o governador do Banco de Portugal e a Procuradora-Geral da República.

  • Empresa terá começado a interferir na gestão da operadora antes do OK de Bruxelas e arrisca multa que pode atingir até 10% da facturação mundial.

  • A Procuradoria-Geral da República (PGR) está a investigar operações em bolsa realizadas dias antes da polémica transferência de obrigações do Novo Banco para o BES. Em causa pode estar um crime abuso de informação privilegiada.