Sete ideias para sair esta semana

Tenha medo, mas não muito. Entre muralhas, viva outro século em Marvão, folheie Óbidos em Folio e prove do lago em Reguengos de Monsaraz. Também há francesinhas na Baixa do Porto, Chicago em Lisboa e animação para a juventude em Santarém. Não é mentira.

Foto
DistanS, da Vol'e Temps DR

SANTARÉM 
Juventude animada

De 7 a 12 de Outubro 

Do teatro ao convento, do jardim ao largo, das ruas às escolas, do centro comercial ao snack-bar… A presença do FITAIJ - Festival Internacional de Teatro e Artes para a Infância e Juventude sente-se um pouco por toda a Santarém – a cidade, mas também outros pontos do distrito (Alcanede, Alpiarça, Amiais de Baixo, Cartaxo e Coruche), bem como Leiria. Vêm aí espectáculos de companhias e artistas de seis países, prontos a desdobrar-se num total de 25 apresentações. Entre eles estão DistanS, a premiada comédia surrealista da trupe franco-espanhola Vol'e Temps; rOdandO, com a argentina Espuma Bruma na corda bamba; a magia acrobática de Strange Comedy, trazida da Alemanha por Shelly Mia Kastner e Jason McPherson; o trapézio dos espanhóis Desastronauts a voar Mais Alto Aínda; as almofadas animadas pelo dinamarquês Hr. Theatre em Pudemin; a história de Abu Zacaria, o Último Alcaide de Santarém contada pelo Centro Dramático Bernardo Santareno; e os Instantâneos a improvisarem Ser ou Não Ser Shakespeare. Flashmobs, exposições, oficinas, formações, conversas e arte urbana completam o alinhamento.
Programa completo aqui.
Grátis a 5€

 

PÚBLICO -
Câmara Municipal de Marvão
PÚBLICO -
Câmara Municipal de Marvão
PÚBLICO -
Câmara Municipal de Marvão
PÚBLICO -
Câmara Municipal de Marvão
Fotogaleria
Câmara Municipal de Marvão

MARVÃO
Culturas entre muralhas

De 4 a 6 de Outubro

Se andar por Marvão, o mais certo é cruzar-se com saltimbancos, malabaristas, guerreiros, cuspidores de fogo, domadores, encantadores de serpentes, artesãos a trabalhar ao vivo e muitos outros figurantes que recriam em rigor uma época histórica especial para o local. Está em cena o 14.º Al Mossassa, o festival que vai ao século IX buscar os usos e costumes dos tempos do guerreiro rebelde Ibn Marúan, o fundador da vila alentejana (e também da vizinha Badajoz). Enquanto a animação percorre as ruas, a parte alta de Marvão é cenário do Mercado das Três Culturas, onde a oferta de artesanato e gastronomia de mais de 60 bancas cruza os legados islâmico, judaico e cristão. Habitado por contos, música, danças exóticas, cortejos, visitas guiadas e uma exposição sobre As Mouras Encantadas por Marvão, o programa contempla ainda dois espectáculos: à porta do castelo, Marvão, na Guarda da Montanha (sexta e sábado, às 21h30); e, já lá dentro, no encerramento, Celebração a Marvão, o Término (domingo, às 19h30). Paralelamente ao festival, decorre, até dia 13, a Feira do Livro de Marvão, na Casa da Cultura, onde a compra de um livro dá direito a entrada livre no Al Mossassa.
Horário: sexta, das 17h às 23h; sábado, das 10h30 às 23h; domingo, das 10h30 às 20h.
Programa completo aqui.
Bilhetes a 1€; grátis para crianças até 12 anos

 

PÚBLICO -
Foto
Margarida Basto

PORTO 
À Baixa a francesinha

De 26 de Setembro a 6 de Outubro
​Praça D. João I

Quatro restaurantes portuenses – Alfândega d'Ouro, Cufra, Madureira's e Inova – vão à Praça D. João I servir o prato icónico da gastronomia da cidade. São eles que cozinham a oitava edição da Francesinha na Baixa. A especialidade das casas vai à mesa em mais de duas dezenas de versões, todas elas com o segredo na receita. E com cerveja e música ao vivo para harmonizar. Organizado pela Essência do Vinho, o festival tem capacidade para mais de 440 comensais sentados e espera ultrapassar o número de apreciadores do ano passado: 18 mil.
Horário: sexta e sábado, das 12h às 24h; domingo a quinta, das 12h às 23h.
Bilhetes a 3€ (inclui cerveja à escolha); entrada livre de segunda a sexta, das 12h às 17h; grátis para crianças até 12 anos (menus infantis disponíveis)

 

PÚBLICO -
Foto
Etieene Laurent/Lusa

LISBOA 
Mentira ou consequência

Teatro Nacional D. Maria II 
De 8 a 13 de Outubro

"Uma semana a falar da mentira, para pensar a(s) verdade(s)”. Falaciosa ou não, é esta a premissa da Fake Week. Concebida e coordenada por Inês Barahona e Miguel Fragata, pretende esmiuçar o significado desse fake que entrou dicionário adentro e que tanto serve para qualificar jornalismo como política, publicidade, filosofia ou até ciência. Um painel de especialistas em várias áreas dá Falsas Conferências, Verdadeiras Conversas. Um ciclo de cinema mostra como se pode Falar a Verdade a Mentir. Num plano mais prático, uma série de oficinas ensina a filtrar a informação e a fazer verificação de factos. No workshop Engana-me Que Eu Gosto, a aprendizagem é outra: criar e difundir conteúdos falsos. À Fake Week não falta sequer um momento de detecção de mentiras: em Crime, Disse Ela, um técnico forense conduz a análise detalhada dos testemunhos prestados por quatro actrizes que encarnam uma mulher suspeita de homicídio. É “só” desmascarar.
Programa completo aqui.
Grátis, excepto workshop Engana-me Que Eu Gosto (2€)

 

PÚBLICO -
Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz
PÚBLICO -
Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz
Fotogaleria
Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz

REGUENGOS DE MONSARAZ 
Lago no prato

De 4 a 13 de Outubro

Em Reguengos de Monsaraz, o prato forte vem dos Sabores do Lago. Dez restaurantes do concelho associam-se a esta semana gastronómica, que tem o chef Hélio Loureiro como consultor e que é confeccionada com a garantia de que o ingrediente principal foi pescado no grande lago do Alqueva. Lúcio-perca com migas, sopa de peixe do rio à antiga e açorda de peixe são algumas das iguarias no cardápio. A iniciativa autárquica faz parte do ciclo Reguengos à Mesa, que começou em Abril com ementas dedicadas ao porco, continuou em Março com borrego e se prepara para dar a provar caça entre os dias 1 e 9 de Novembro.
Nos restaurantes Herdade do Esporão, A Moira, O Gato, Casa do Benfica, Centro Náutico de Monsaraz, Casa do Forno, Sem-fim, O Bizaca, Monte D'Açorda e Monte de Palaios

 

PÚBLICO -
Foto
Nuno Ferreira Santos

ÓBIDOS
Sem medo das palavras

De 10 a 20 Outubro

O discurso do quinto Folio - Festival Literário Internacional de Óbidos vem impregnado pel'O Tempo e o Medo. As abordagens ao tema podem vir de lugares como o amor, a morte, a religião, a guerra, a violência familiar, a solidão, o politicamente correcto ou, como acontece na mesa de abertura, o futuro. É ele que motiva a troca de argumentos entre Francisco Bosco e Bernardo Pires de Lima, com moderação de Pedro Mexia (dia 11, às 18h). Na de encerramento, o temor vira-se para as alterações climáticas, com Joana Lobo Antunes a nortear o debate entre Pedro Matos Soares e Alexandre Quintanilha (dia 20, às 17h). Às mesas de autores – 16 no total, concentradas nos fins-de-semana – sentam-se também nomes como Arne Dahl, Donald Ray Pollock, Dulce Maria Cardoso, Elena Varvello, Geovani Martins, Hélia Correia, John Freeman, José Eduardo Agualusa, Lídia Jorge, Mathias Énard, Ondjaki, Paulo Werneck, Ralf Rothmann, Ricardo Araújo Pereira ou Tati Bernardi. Muitos mais escritores, ilustradores, artistas e pensadores serão chamados a abordar a questão em múltiplas formas e espaços. Das livrarias às bibliotecas, passando por museus e igrejas, o burgo medieval abre-se a tertúlias, conversas, saraus, conferências, lançamentos de livros, exposições, filmes, mercados, oficinas, masterclasses, performances, podcasts ao vivo, acções educativas e caminhadas literárias, sem esquecer os momentos musicais. Cristina Branco oferece o concerto de abertura (dia 10, às 22h), abrindo caminho a Nerve, Danças Ocultas, Por Terras do Zeca, Diabo na Cruz e O Gajo, entre muitos outros.
Programa completo aqui.
Grátis (excepto workshops)

 

PÚBLICO -
Foto
Filipe Ferreira

LISBOA 
Chicago na capital

De 11 de Setembro a 29 de Dezembro
Teatro da Trindade

Há muito que Diogo Infante acalentava o desejo de voltar a encenar um musical. Mais de dez anos depois do Cabaret que levou ao palco do Maria Matos, o actual director artístico do Teatro da Trindade está a cumprir o sonho com Chicago. Fascinava-o essa história ambientada no showbiz dos anos 1920, pejada de sedução, crime e ambição, que se tornou um mega-sucesso da Broadway, do cinema e de palcos de todo o mundo. Viu a peça em Nova Iorque, mas não quis ficar de liberdade artística agrilhoada a uma “versão franchising" dessa produção. Esta é a sua Chicago. A interpretação está entregue a José Raposo, Gabriela Barros, Soraia Tavares, Miguel Raposo e Ana Cloe.
Horário: quarta a sexta, às 21h; sábado, às 16h30 e 21h; domingo, às 16h30.
Bilhetes de 14€ a 22€ 

 

PÚBLICO -
Foto

EXTRA: Cinema
Joker reinventado

O infame antagonista de Batman está de volta, agora com Joaquin Phoenix a vestir-lhe a pele e o sorriso sinistro. É Todd Phillips quem filma a história desse comediante atormentado que perde a lucidez para uma espiral de vilania – e de génio. Joker chega aos cinemas a 3 de Outubro.

Mais ideias para sair? Por aqui

Guia do Lazer: espectáculos, festivais, exposições, feiras e muito mais