Sete ideias para sair esta semana

Da mesa ao palco, um Outono com momentos de se tirar o chapéu.

Foto
Nelson Garrido

PORTO
Outono ao alto

Dias 28 e 29 de Setembro
Parque e Quinta de Serralves

Em Serralves, a tradição do equinócio volta a cumprir-se. Durante dois dias, a Festa do Outono estende a manta aos costumes antigos, ligando o cenário contemporâneo à terra. Este ano, além dos tons da estação, há “espantalhos, pessoas e motivações” a dar cor ao programa cujo pilar assenta na experiência rural e nos saberes ancestrais, sem esquecer preocupações actuais como o ambiente ou a sustentabilidade. Entre as dezenas de actividades, é possível construir mandalas e caça-sonhos, provar comida do futuro, fazer decalques de folhas, apreciar uma selecção de chás, moldar peças de barro, pintar azulejos, fazer pão de bolota, explorar a biodiversidade do parque, conhecer o ciclo da lã, aprender a fazer gel de banho e cremes hidratantes, construir instrumentos com palha, paus e sementes, e interagir com os animais da quinta. A cereja no topo do bolo é o Treetop Walk, o percurso recém-inaugurado que promete horizontes alargados, junto à copa das árvores.
Horário: das 10h às 19h.
Grátis (entrada pela Avenida Marechal Gomes da Costa e Rua Bartolomeu Velho, 141)

 

PÚBLICO -
Foto
DR

LISBOA
À volta da comida

De 26 de Setembro a 4 de Outubro
Vários locais

Pelo quarto ano, a capital senta-se à mesa para uma semana (nove dias, para sermos precisos) de almoços, jantares, debates, workshops e um Congresso dos Cozinheiros. Com uma carta de “experiências gastronómicas ricas e inéditas”, a Lisbon Food Week serve rotas de restaurantes que tanto passam pela cozinha dos chefs e de hotéis como por casas clássicas e por novos espaços, e onde podemos encontrar, por exemplo, o melhor bife ou os melhores pratos de polvo de Lisboa. Um dos momentos altos é o 15.º Congresso dos Cozinheiros (dias 29 e 30, das 9h30 às 20h, na LxFactory), onde desfilam chefs e agentes da gastronomia com degustações, debates e demonstrações do que de melhor se faz na área. Alexandre Silva (Loco), João Rodrigues (Feitoria), Ljubomir Stanisic (100 Maneiras), Vítor Adão (Plano), Vítor Sobral (Tasca da Esquina) e Ricardo Ferreira (Elemento) são alguns dos nomes que fazem as honras da casa. Na lista de anfitriões internacionais figuram nomes como Ivan e Sergey Berezutskiy (Twins Garden, Rússia), Manu Buffara (Manu, Brasil), Nelson Amorim (Il Fumo, Tailândia), Juanjo López (La Tasquita de Enfrente, Espanha) ou Siegfried Danler (Pauly Saal, Alemanha).
Inscrições e outras informações em lisbonfoodweek.etaste.pt

 

PÚBLICO -
Foto
João Cabeleira José Sena Goulão/Lusa

BRAGA
Blues à minhota

De 29 de Setembro a 11 de Outubro
Forum Braga, Theatro Circo, Barhaus, Bar Pelle, Café Chave D'Ouro e Café Vianna, entre outros

Treze dias, 20 eventos, 16 espaços. A terceira edição do Nova Arcada Braga Blues vem com a missão de espalhar os blues pela cidade, entre concertos, conversas, workshops, jam sessions e dança. No alinhamento, com a curadoria da Mobydick Records, figuram nomes como Paul Lamb, Diunna Greenleaf, Michael Lauren, Mário Laginha, Frankie Chavez, Pedro Neves Trio, Remo Cavallini ou Budda Guedes. A primeira nota é de João Cabeleira, guitarrista dos Xutos & Pontapés, convidado a falar da influência e da importância dos blues na sua música, numa entrevista conduzida por Budda Guedes (dia 29, às 17h, no Cineplace Nova Arcada, com entrada livre).
Grátis. Concertos no Forum e no Theatro Circo: 15€

 

PÚBLICO -
Foto
Luisa Oliveira

LISBOA
Luxo Asiático

De 27 de Setembro a 26 de Janeiro
Museu Nacional de Arte Antiga

Comissariada por Rui André Alves Trindade, a exposição Luxo Asiático reúne porcelanas, lacas e seda na Sala do Tecto Pintado do Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa. A partir da colecção do Palácio de Santos, também conhecido como Palácio Marquês de Abrantes e actual morada da Embaixada de França em Portugal, a mostra “documenta a influência da porcelana Ming dos séculos XVI e XVII na cerâmica portuguesa (1559-1687), e, em geral, o papel de Lisboa como receptor de bens do Oriente, quando a cidade se tornou um importante centro produtor de faiança”, lê-se na nota de imprensa.
Horário: terça a domingo, das 10h às 18h (encerra a 25 de Dezembro e 1 de Janeiro).
Bilhetes a 6€

 

PÚBLICO -
Foto
The Tiger Lillies DR

ÁGUEDA
Orelhas no ar

De 2 a 5 de Outubro
Centro de Artes

Um festival de se lhe tirar o chapéu. A promessa é da Associação Cultural d'Orfeu que, para celebrar a maioridade d’O Gesto Orelhudo, traz um cartaz artilhado com oito espectáculos de musicomédia, com algum teatro, novo circo, instrumentos reinventados e storytelling à mistura. O Lugar Estranho de Diogo Faro, a Banda Alvarense, o Fil’mus 2 da Acert e Os Improváveis com Fernando Alvim, Ângelo Valente e Sofia Nunes estão no lote da produção nacional. De fora vêm a Orquestra de Malabares e Play! de Ual.la (Espanha), The Tiger Lillies (Reino Unido), a Symphonie d’Objets Abandonés de Max Vandervorst (Bélgica) e Control Freak de Kulu Orr (Israel). Tudo Por humor à música, o lema do festival. A cortina abre sempre às 21h18, de passo acertado com esta 18.ª edição.
Bilhete diário a 12€; passe a 20€

 

MAIA
O Foral do Riso

De 4 a 13 de Outubro
Fórum da Maia

PÚBLICO -
Foto
"Los 4 Cobres" de Dandy Danno & Diva G DR

O tema do 24.º Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia não deixa margem para dúvidas: em ano de celebração dos 500 anos do foral do município, o foco está no teatro cómico, no humor e no riso. No cardápio desenhado pelo Teatro Art’Imagem estão 21 companhias, de dentro e fora de portas, e propostas artísticas que vão das abordagens clássicas aos formatos mais actuais. O arranque, dia 4 às 21h30, é confiado ao circo contemporâneo da KanbahiotaTroup, seguido do Humor Próprio de Óscar Branco. Ao longo dos nove dias de festival (pausa a 6 de Outubro por causa das eleições), pelos espaços interiores e exteriores do Fórum da Maia, passam, entre outras, as cenas cómicas de Mimirich, Dandy Danno & Diva G, Maité Esteban Oliva, Teatro de Montemuro, Jesus Puebla Mimo, Chapitô, Cie La Volubilie, Leo Bassi, Trigo Limpo - Teatro Acert, Encerrado para Obras, Theater Gili Gili, Cia Shakti Olaizola e Teatro Meridional.
Grátis a 5€. Passe festival: 50€

 

SINTRA
Notas da China

Dia 1 de Outubro
Centro Cultural Olga Cadaval

PÚBLICO -
Foto
DR

A Orquestra Chinesa de Macau, fundada em 1987 e dirigida pelo maestro Liu Sha, apresenta um concerto de música clássica que combina a tradição das províncias de Guangdong e Hebei com a arte musical contemporânea. A ocasião vem com quatro notas de celebração na pauta: o 40.º aniversário das relações diplomáticas entre Portugal e China, os 20 anos da transferência de Macau para administração chinesa, o Dia Mundial da Música (assinalado a 1 de Outubro) e o encerramento do 54.º Festival de Sintra.
Horário: terça, às 21h30.
Bilhetes de 10€ a 15€

 

EXTRA: Cinema
Campo

Com assinatura de Tiago Hespanha, um documentário sobre o círculo da vida. Joga numa série de patamares de simbologia e referência que vão da mitologia clássica à astronomia, sem nunca perder de vista a dimensão humana, quotidiana, daqueles que vivem à volta do Campo de Tiro de Alcochete. Em 2018, venceu o principal prémio do programa First Look do Festival de Locarno. Mais em Cinecartaz.

PÚBLICO -
Foto
DR

Mais ideias para sair? Por aqui

Guia do Lazer: espectáculos, festas, feiras, artes e mais