Trump diz que mais estímulos do BCE dariam “vantagem injusta” à Europa

“Os mercados europeus subiram após os comentários (injustos para os Estados Unidos) feitos hoje por Mario D!”, escreveu Donald Trump, comparando o que qualifica de “impunidade” da Europa com a da China

,presidente dos Estados Unidos
Foto
Reuters/Kevin Lamarque

O Presidente norte-americano, Donald Trump, considerou hoje que novos estímulos do Banco Central Europeu (BCE), hipótese admitida hoje por Mario Draghi em Sintra, daria uma “vantagem injusta” à União Europeia face aos Estados Unidos.

Mario Draghi acaba de anunciar que podem vir novas medidas para estimular a economia (europeia), o que fez imediatamente cair o euro face ao dólar, dando-lhes uma vantagem injusta na concorrência com os Estados Unidos”, disse Trump, na rede social Twitter. Os europeus “fazem isso impunemente há anos, com a China e outros”, acrescentou.

“Os mercados europeus subiram após os comentários (injustos para os Estados Unidos) feitos hoje por Mario D!”, escreveu o Presidente norte-americano.

O presidente do BCE afirmou hoje, em Sintra, onde decorre esta semana o Fórum do BCE, que a instituição avançará com mais estímulos, que podem ser decididos nas próximas semanas, nomeadamente mais compras de activos e cortes adicionais nos juros, se a inflação não recuperar na zona euro.

“O que interessa é que a política monetária se mantenha comprometida e não se resigne a uma inflação demasiado baixa. Nós mantemo-nos comprometidos”, afirmou Mario Draghi, adiantando que “num cenário de ausência de melhorias, de tal forma que um regresso sustentado da inflação até ao objectivo do BCE esteja ameaçado, estímulos adicionais serão necessários”.

A taxa de inflação recuou em Maio para 1,2% na zona euro, segundo dados hoje divulgados pelo Eurostat. O BCE tem como objectivo uma inflação próxima de 2%.

As bolsas europeias reagiram positivamente às declarações de Draghi. Às 12:40 (hora de Lisboa), Milão ganhava 1,73% Paris subia 1,60%, Frankfurt 1,36% e Madrid 0,72%. A bolsa de Lisboa registou de seguida ao anúncio uma subida mais tímida, de 0,20%, no índice PSI20, mas acabou por encerrar a valorizar 1,22%, nos 5.125,30 pontos. O resto da Europa fechou com ganhos ainda mais expressivos

As afirmações de Trump ocorrem no dia em que a Reserva Federal, banco central norte-americano, inicia uma reunião de política monetária que termina na quarta-feira, esperando-se que possa dar sinais sobre o caminho que vai seguir, depois das pressões recentes para baixar as taxas de juro.