Tesouro português conseguiu colocar sem problemas 3000 milhões de dívida nos mercados. Mas a taxa de juro é a mais alta para este tipo de operação desde Fevereiro de 2014.

  • Tesouro português conseguiu colocar sem problemas 3000 milhões de dívida nos mercados. Mas a taxa de juro é a mais alta para este tipo de operação desde Fevereiro de 2014.

  • Dívida pública portuguesa atrai investidores internacionais, mas os juros exigidos são os mais altos dos últimos três anos.

  • Tesouro português inicia o ano com uma emissão sindicada de dívida a dez anos. Com as taxas acima dos 4%, existem dúvidas quando à dimensão que o Governo quererá dar à operação.

  • Nova emissão está a ser preparada por seis bancos e constitui primeira colocação de dívida pública portuguesa nos mercados desde que as taxas voltaram a ficar acima dos 4%.

  • Taxas de juro da dívida subiram acima de 4%, com percepção de que pode ser o mais afectado com travagem das compras de dívida pelo BCE.

  • Portugal permanece sob pressão nos mercados internacionais, com percepção de que pode ser o mais afectado com travagem das compras de dívida pelo BCE.

Viva experiências, seja exclusivo, desafie os limites da
melhor informação

Saiba mais