A cumplicidade de Lady Gaga e Bradley Cooper é só isso, para desgosto dos fãs

Os protagonistas de Assim Nasce uma Estrela já se tinham revelado muito próximos noutras ocasiões. Contudo, o actor namora com Irina Shayk, com quem tem uma filha.

Fotogaleria
Reuters/HANDOUT
Fotogaleria
Reuters/HANDOUT
Fotogaleria
Reuters/MIKE BLAKE
Fotogaleria
Reuters/MIKE BLAKE
Fotogaleria
LUSA/AARON POOLE / AMPAS / HANDOUT
Fotogaleria
Reuters/MIKE BLAKE
Fotogaleria
Reuters/MIKE BLAKE
Fotogaleria
Reuters/MIKE BLAKE
Fotogaleria
O actor com a mãe e a namorada Reuters/MARIO ANZUONI

Quem foi o vencedor do Óscar para Melhor Filme? Ou quem foi o Melhor Actor ou a Melhor Actriz? Muitos não sabem, o que sabem é que Lady Gaga e Bradley Cooper protagonizaram um dos momentos mais emocionantes da última cerimónia dos Óscares, na noite deste domingo. A cumplicidade entre os dois actores de Assim Nasce uma Estrela não passou despercebida enquanto cantavam Shallow e os fãs do filme têm toda uma teoria sobre a cantora e o actor e realizador do filme estarem apaixonados.

Uma semana depois de confirmar o fim do noivado com o empresário Christian Carino, de quem esteve noiva, Lady Gaga protagonizou um dos momentos mais marcantes da 91.ª edição dos Óscares, ao lado de Bradley Cooper, que chegou ao Dolby Theater acompanhado pela mãe e pela namorada Irina Shayk – que se sentou entre o actor e a cantora –, com quem tem uma filha de um ano.

Esta não foi a primeira vez que os dois protagonistas do filme fizeram vibrar os fãs. No início do ano, o actor subiu ao palco do Park Theatre de Las Vegas, onde Lady Gaga actuava, para juntos cantarem Shallow. Então, também os rumores de uma paixão entre os dois se fizeram ouvir. 

A proximidade entre a cantora e o actor começou no filme Assim Nasce uma Estrela, que estava nomeado para oito estatuetas mas que só venceu na categoria de Melhor Canção Original precisamente com Shallow. A cantora, assim como os co-autores Mark Ronson, Anthony Rossomando e Andrew Wyatt já conquistaram alguns prémios nesta temporada: um Globo de Ouro, um BAFTA, também o reconhecimento do Critics Choice Award e dois Grammys.

No discurso de agradecimento, uma Gaga emocionada agradeceu a Cooper por ter confiado no seu trabalho – “não haveria ninguém com quem pudesse cantar esta canção que não fosses tu”, referiu –, mas também deixou uma mensagem de esperança e de resiliência a todos os que procuram o reconhecimento pelo seu trabalho. “A paixão exige disciplina, e não é sobre quantas vezes se é rejeitado ou se cai ou se é espancado, é sobre quantas vezes se levanta e se é corajoso. Obrigada.”

No filme, a artista protagoniza Ally, uma cantora que conquista os palcos com a ajuda de um famoso cantor, cuja carreira entra em decadência. Trata-se de um remake do filme de 1937 com o mesmo nome. Lady Gaga recebeu os prémios Critics Choice e National Board of Review e foi indicada para os prémios BAFTA, Globo de Ouro e Screen Actors Guild pelo seu papel como Ally.