Serão os padeiros os novos rock stars? À conversa com Diogo Amorim da Gleba Padaria

03 de fevereiro de 2022
14:00

Quando abriu a padaria Gleba, aos 21 anos, Diogo Amorim esteve na primeira linha da revolução do pão em Portugal. Massas-mãe, fermentações lentas, moagem com mós de pedra, trigos nacionais e esquecidos, como o barbela. Mas a pequena padaria de Alcântara, em Lisboa, cresceu – e muito. Como é que se mantêm esses princípios numa produção em larga escala? E, hoje com 26 anos, que caminhos se abrem para o padeiro revolucionário? 

  • Convidado
  • Diogo Amorim

    Diogo Amorim

    Fundador da Padaria Gleba

Mais episódios