O Torto do Porto: cocktails que primam pela imperfeição

Eles explicam. “Não somos direitinhos. Estamos ligeiramente tortos.” O novo bar de cocktails do Porto tem um quarteto de bartenders que é liderado por José Mendes, a cereja em cima do Torto.

gastronomia,bares,viana-castelo,fugas,porto,turismo,
Fotogaleria
O novo bar de cocktails do Porto tem um quarteto de bartenders que é liderado por José Mendes, a cereja em cima do Torto Teresa Pacheco Miranda
gastronomia,bares,viana-castelo,fugas,porto,turismo,
Fotogaleria
Teresa Pacheco Miranda
gastronomia,bares,viana-castelo,fugas,porto,turismo,
Fotogaleria
Teresa Pacheco Miranda
gastronomia,bares,viana-castelo,fugas,porto,turismo,
Fotogaleria
Teresa Pacheco Miranda
gastronomia,bares,viana-castelo,fugas,porto,turismo,
Fotogaleria
Teresa Pacheco Miranda

Bem se vê que “isto não é um restaurante”. E também não é um bar, nem um club. Dizem que é “apenas um sítio de reputação ainda por sujar” e já de paredes sujas como num beco de Berlim ou numa estação de metro de Nova Iorque nos anos de  1980 — “algures por aí"; a culpa é dos Crack Kids — e um bar kitsch espelhado de linhas sóbrias cheio de garrafas a luzir que parecem esculpidas em Murano ou saídas da mala do Pulp Fiction. “E o que está lá dentro ainda é mais incrível”, comenta Pedro Segurado, uma espécie de joker do Torto, o caos e a ordem para fazer bons cocktails dentro da zona de conforto e bem longe dela.

Sugerir correcção
Comentar