Cortes não retiram avanço dos Certificados do Tesouro na corrida pela rentabilidade

Remuneração média dos Certificados de Aforro e do Tesouro fica muito acima da generalidade dos depósitos a prazo, que contudo atraem muito mais poupança. Produtos do Estado são pouco divulgados.

Foto
Pascal Lauener

O Estado voltou a reduzir a rentabilidade dos Certificados do Tesouro, destinados a aforradores particulares, mas a rentabilidade deste produto, juntamente com a dos Certificados de Aforro, continua competitiva no mercado da poupança, especialmente quando comparada com a de outras aplicações de capital garantido, como a dos depósitos a prazo.