Príncipe Filipe: quem deverá herdar o título de duque de Edimburgo?

O título não passa automaticamente para outro membro da família real. Mas, se não houver alterações aos planos anunciados em 1999, o seu sucessor será o príncipe Eduardo, o filho mais novo da rainha Isabel II.

Foto
A rainha Isabel II e o príncipe Filipe com os quatro filhos LUSA/TIM GRAHAM / POOL

Morreu o príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II, anunciou a Família Real no Twitter. O duque de Edimburgo tinha 99 anos. Era casado com a rainha de Inglaterra desde 1947 e príncipe consorte desde 1952. Quem herdará agora o título de duque de Edimburgo? De acordo com o tablóide britânico The Sun, deverá ser o príncipe Eduardo a herdar o título que era do pai, já que foram anunciados planos nesse sentido em 1999, conforme noticiou na época a BBC.

O príncipe Filipe não fazia parte da linha de sucessão ao trono britânico — cujo primeiro lugar é ocupado pelo filho mais velho, o príncipe Carlos — e, por isso, a sua morte não terá qualquer impacto a esse nível. Quanto ao título de duque de Edimburgo espera-se que seja atribuído a outro membro da família real.

De acordo com os planos, o título será herdado pelo príncipe Eduardo, já que o príncipe Carlos tem o título de duque da Cornualha e o príncipe André é o duque de Iorque. Actualmente, o filho mais novo da rainha é conde de Wessex — título que lhe foi concedido aquando o seu casamento com Sophie Rhys-Jones, em 1999.

Mas o príncipe, de 57 anos não passa, com a morte do pai, a ser automaticamente duque de Edimburgo. É esperado que seja a rainha Isabel II a oferecer o título ao seu filho mais novo, sendo expectável que isso apenas ocorra algum tempo depois do falecimento do duque. O protocolo real de óbito prevê que a rainha se recolha durante pelo menos oito dias e que haja uma pausa nas actividades da Coroa de pelo menos um mês.​

O marido de Isabel II recebeu o título de duque de Edimburgo quando casou em 1947. Na altura, recebeu ainda mais dois títulos: conde de Merioneth e barão de Greenwich. O príncipe Filipe afastou-se dos deveres reais em 2017. Então, participava, como príncipe consorte desde 1952, em vários eventos, inaugurações e discursos.

Filipe, que tinha completado 99 anos em Junho passado, morreu “pacificamente” no Castelo de Windsor. O duque tinha-se sentido mal em meados de Fevereiro, tendo sido internado na noite de 16 de Fevereiro, por recomendação do seu médico pessoal e como “medida de precaução”. Depois de ser transferido para outra unidade, o Hospital St Barthlomew, para ser tratado a uma doença cardíaca preexistente, e regressado ao King Edward VII, recebeu alta a 16 de Março. Deixa quatro filhos, oito netos e dez bisnetos.