Indústria têxtil diz que testes em massa fazem sentido fora das fábricas

No Têxtil e Vestuário, os rastreios só são feitos quando há algum caso positivo. Lembram que a indústria nunca parou e os casos continuaram sempre a baixar.

Foto
daniel rocha

Nas milhares de empresas da indústria têxtil e vestuário, o recurso aos testes rápidos anti-covid só acontece quando há um caso positivo. Essa é a prática generalizada no sector, segundo os líderes de duas das principais associações patronais, a ATP e a Anivec, que acreditam que os rastreios pontuais entre quem teve contacto com pessoas infectadas é a melhor forma de gerir os testes rápidos.

Sugerir correcção
Comentar