Unsplash
Foto
Unsplash

Ministério da Educação quer ver fotografias do #EstudoEmCasa

Governo desafia os alunos a partilharem fotos dos ambientes de estudo em casa num “movimento nacional de motivação”. Dia Nacional do Estudante celebra-se a 24 de Março.

“A escola mudou-se para casa por uns tempos.” É o que, a propósito do Dia Nacional do Estudante, celebrado a 24 de Março, assinala o Ministério da Educação. Com medidas de contingência que deixam estabelecimentos de ensino encerrados e fazem com que, dentro de casa, os mais novos tenham de criar salas de aula alternativas, o Governo lança-lhes o desafio: partilharem nas redes sociais, com a etiqueta #EstudoEmCasa, uma fotografia no seu novo e provisório ambiente de estudo, “criando um movimento nacional de motivação” para que “prossigam esta caminhada” num ano lectivo com “contornos diferentes do habitual”.

Esta motivação não beneficia só os alunos, acrescenta a tutela, em comunicado. Também precisam dela, por exemplo, os funcionários das escolas espalhadas por Portugal, os pais e os docentes, que enfrentam um período de dificuldade acrescida numa profissão já de si marcada pela incerteza. O Ministério da Educação faz, por isso, questão de frisar que este movimento – que, sublinha, deseja celebrar uma “vontade de aprender e estudar” que “deve ser estimulada por todos” – “é também uma forma de os alunos reconhecerem o trabalho dos seus professores”.

O Dia Nacional do Estudante comemora-se desde 1987 e configura-se como uma “homenagem às dificuldades e aos obstáculos que os estudantes enfrentaram na crise académica dos anos 60”. Num ano em que o novo coronavírus coloca o país em pausa e traz a escola para dentro de portas, o Governo português quer “reafirmar o direito à educação”, “independentemente do momento ou das vicissitudes que se atravessem”.

As fotografias publicadas nas redes sociais com a hashtag vão ser compiladas na página de Instagram @estudoemcasa2020.

Sugerir correcção