Análise

2020: um ano cheio a preparar presidenciais e autárquicas

Marcelo anunciará a sua recandidatura. Costa governará sem alianças e com a presidência da União Europeia como horizonte. Os principais partidos reúnem-se em congresso já com as apostas para as autárquicas. 2020 será um ano em que parece que nada de politicamente relevante vai acontecer, mas será decisivo para lançar estratégias para 2021.

Foto
Marcelo Rebelo de Sousa irá anunciar a sua recandidatura a Presidente Rui Gaudencio

Depois do ano de quase todas as eleições, 2020 será o ano de preparação das eleições que faltam: presidenciais em Janeiro de 2021 e autárquicas em Setembro ou Outubro.