António Costa

Todos os tópicos

  • O primeiro-ministro afirmou hoje que será lançada uma unidade de missão destinada a incentivar a localização de empresas em Portugal que pretendam continuar sem condicionalismos no espaço europeu após a saída do Reino Unido da União Europeia.

  • Nem Wolfgang Schäuble alguma vez se atreveu a utilizar esta linguagem de taberneiro numa Europa politicamente extremada.

  • Num debate quinzenal sem gritos nem ofensas, foi Dijsselbloem quem uniu as bancadas. Novidades? Poucas. Temas? Caixa, Peres, sanções, precários, reformas.

  • António Costa garantiu queas reduções de pessoal na Caixas serão feitas por rescisões amigáveis e reformas e que não haverá concelhos sem agências. Mas CDS e BE juntaram-se para criticar o PERES e a forma como as grandes empresas foram beneficiadas por este plano fiscal.

  • O Governo encarou a negociação sindical como mero formalismo legal e ficou claro que, quando as incidências orçamentais relevam, as suas prioridades não se afastam do que Crato serviu.

  • Marcelo, Costa e Centeno garantem que todos os concelhos terão balcão da CGD. Macedo já adequou o plano. E promete não despedir ninguém.

  • "O Ministério do Trabalho está a adoptar as medidas que são necessárias tomar para assegurar a estabilidade, quer da associação mutualista, quer do banco Montepio", disse o líder do executivo