1924-2017

Mário Soares

  • É uma das maiores retrospectivas da obra fotográfica de Alfredo Cunha. No Torreão Nascente da Cordoaria Nacional, em Lisboa, estão representados 47 anos de trabalho de um fotógrafo irrequieto. Estão lá as imagens “clássicas”, mas há sobretudo fotografias do século XXI.

  • O Presidente da República defende que o antigo chefe de Estado, Mário Soares, pode ser homenageado desta forma.

  • Marcelo vulgarizou até o exercício do poder presidencial de magistratura de influência. Este talvez tenha sido o aspecto em que inovou a interpretação e o desempenho dos poderes constitucionais do Presidente.

  • Eduardo Barroso, sobrinho do fundador do PS e amigo de infância de “Celinho”, anota as diferenças pessoais entre os presidentes.

  • Para António Vitorino, a tentação do chefe de Estado é “intervir para além da função presidencial”. Estrela Serrano vê nele, como no antigo Presidente, “a tentativa de condicionar o seu próprio partido à distância”.