O Parlamento “é condescendente” com os deputados e “fez concessões” aos magistrados

Pedro Bacelar de Vasconcelos, presidente da comissão de Assuntos Constitucionais, faz um balanço crítico sobre o pacote da Transparência e o Estatuto dos Juízes e Magistrados do Ministério Público.

Fotogaleria
Pedro Bacelar de Vasconcelos Nuno Ferreira Santos
Fotogaleria
Pedro Bacelar de Vasconcelos Nuno Ferreira Santos
Fotogaleria
Pedro Bacelar de Vasconcelos Nuno Ferreira Santos

É um defensor da exclusividade dos deputados e um crítico da “condescendência” com que a comissão de ética e as direcções das bancadas tratam as falhas éticas dos parlamentares. Mas o pacote da Transparência aprovado também não o convence. O constitucionalista Pedro Bacelar de Vasconcelos é presidente da Comissão de Assuntos Constitucionais indicado pelo PS, mas nunca deixou de dizer o que pensa dentro da sua bancada e foi um cinco dos deputados mais desalinhados da legislatura. Nesta entrevista, fala agora de algumas das suas maiores discordâncias.