Sete ideias para sair esta semana

Entre pele e peças, desenham-se fados renovados, tradições à mesa, novo circo e um santuário em cena. Com porta aberta ao Natal.

Foto
Anarchicks Paulo Pimenta

Festival na pele

Lisboa - Altice Arena (Sala Tejo)
De 23 a 25 de Novembro

Oriental, old school, neotradicional, geométrica. A cores ou a preto e branco. Com retratos ou paisagens. Pontilhada, saturada ou em aguarela. Entre caveiras e unicórnios. Na hora de escolher uma tatuagem, são muitas as opções de temas, estilos e técnicas. É este o universo em foco no Lisbon Tattoo Rock Fest, que convoca profissionais, adeptos e curiosos a trocar ideias, conhecer novidades e saber mais sobre a arte de marcar a pele a tinta e agulha. Este ano, são mais de 250 os tatuadores presentes, em representação de estúdios portugueses e estrangeiros. Digladiam-se em concursos, mas também vão a debates, workshops, demonstrações e exposições. Na pele entra ainda a música de sete bandas: os norte-americanos Sheer Terror, os alemães V8 Wankers e os portugueses Bizarra Locomotiva, Anarchicks, Son of Cain, Hills Have Eyes e Patrulha do Purgatório.
Horário: sexta, das 14h às 24h; sábado e domingo, das 12h às 24h.
Bilhetes a 10€ (dia) e 25€ (passe); grátis para menores de 12 anos (acompanhados)

 

PÚBLICO -
Foto
Serapeum de Panóias Paulo Ricca

Panóias num Clarão

Vila Real - Teatro de Vila Real
Dias 24 e 25 de Novembro

Nos arredores de Vila Real, ergue-se um santuário invulgar, construído pelos romanos, em finais do século II, inícios do III. Casa de iniciações e devoções, além de destino de peregrinação durante séculos, o Serapeum de Panóias serviu de inspiração a um trabalho artístico da companhia Circolando, em resposta ao desafio do projecto Algures a Nordeste. André Braga e Cláudia Figueiredo desenvolveram, em conjunto com um grupo da comunidade local, uma peça original norteada pela força telúrica e pela história ritualística do lugar. Dança, teatro, som, luz e vídeo concorrem para dar vida a uma reflexão sobre o sagrado e o misterioso, em que entram "pedra, ar, sangue, cinzas, espectros, fantasmagorias, incubação de sonhos, clarões". Chamaram-lhe, precisamente, Clarão.
Horário: sábado, às 21h30; domingo, às 16h.
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
Ana Bacalhau Frederico Martins

O fado também é deles

Lisboa - Teatro e Cinema Capitólio
De 26 a 28 de Novembro

Na semana em que se comemora o sétimo aniversário da elevação do fado a Património Cultural Imaterial da Humanidade, o Capitólio abre-se a um novo festival criado para o festejar. Os purismos ficam à porta, que O Fado Também É Nosso quer oferecer perspectivas diversas e potencialmente surpreendentes. Começa na segunda-feira com Ângelo Freire e a sua guitarra portuguesa rodeados pela Banda de Música da Força Aérea, segue na terça com o grupo de cordas Hotel Quartet a abordar as raízes portuguesas na companhia de convidados especiais – Ana Bacalhau, Marco Oliveira, Pedro Jóia e Rita Redshoes – e termina na quarta com +351 Fado, projecto de João Gil e João Monge.
Horário: às 21h30.
Bilhetes a 15€ (dia) e 40€ (passe)

 

PÚBLICO -
Foto
DR

Barquinha azeiteira

Vila Nova da Barquinha
De 10 de Novembro a 9 de Dezembro

Terra de olivais e lagares, Vila Nova da Barquinha torna a honrar o lugar que o azeite ocupa na história do concelho – de tal forma que as oliveiras fazem parte do brasão. Pelo 18.º ano consecutivo, a celebração faz-se À Mesa com Azeite. Durante um mês, a mostra gastronómica anda por 11 restaurantes a servir petingas no forno, polvo à lagareiro, lampreia, sopa de couve e muitas outras receitas que elegem o azeite como ingrediente essencial.
Nos restaurantes Almourol, Carroça, Chico, Loreto, Recanto da Barquinha, Ribeirinho, Sabor na Pedra, Soltejo, Stop, Tasquinha da Adélia e Trindade.

 

PÚBLICO -
Foto
DR

Um Porto de Natal

Porto - Edifício da Alfândega do Porto
De 24 de Novembro a 30 de Dezembro

A um mês da véspera de Natal, abre portas um novo espaço à medida da trindade da quadra: família, sabores e presentes. Abrigado do frio, o Porto Christmas Village oferece actividades para todas as idades: pista de gelo, jogos tradicionais, curling, partidas de futebol, videojogos (incluindo uma batalha de neve em realidade virtual) e até uma fábrica de brinquedos. O conforto do estômago é garantido por uma zona de restauração alimentada por sabores da época e não só: vinhos, queijos e enchidos partilham o protagonismo com o bolo-rei. Quem andar à caça de prendas originais também pode encontrá-las num mercado recheado de chocolates, perfumes, peças de design, brinquedos, artesanato e muito mais.
Horário: sexta, sábado e domingo, das 11h às 22h; segunda a quinta, das 14h30 às 20h30 (excepto dia 24 de Dezembro, das 11h às 15h; e dia 25, encerrado).
Bilhetes a 3,50€ (criança) e 5€ (adulto); grátis à segunda-feira para crianças até 11 anos.

 

PÚBLICO -
Foto
Sentinel, da Post Uit Hessdalen DR

Ao leme vai o circo contemporâneo

Ílhavo e Gafanha da Nazaré - Vários locais
De 29 de Novembro a 2 de Dezembro

Pedro Caetano leva Um Pedaço de Loucura à Casa da Cultura de Ílhavo, onde o Circ Bover também montará Sentinel. Ana Jordão, Vanessa Oliveira e André Imaginário acendem Uma Chama do Mar no Navio Museu Santo André. A companhia Post Uit Hessdalen põe em jogo um Pakman na Fábrica das Ideias. São apenas alguns dos espectáculos em itinerância no âmbito do Leme - Festival de Circo Contemporâneo e Criação Artística em Espaços Não Convencionais. No convite para a edição de estreia, com assinatura dos projectos culturais 23 Milhas e Bússola, lê-se que o lema do Leme é desafiar "as rotinas, as ideias e os conceitos", da mesma forma que "o circo contemporâneo desafia os limites". Para esta rota contribuem também formações, festas, projectos de criação, conversas e encontros com profissionais.
Grátis a 5€

 

PÚBLICO -
Foto
Telma Pais de Faria, do Herbário do Colibri DR

É pop-up, mas é português

Cascais - Mercado da Vila
De 30 de Novembro a 2 de Dezembro e de 7 a 9 de Dezembro

Voltando às compras, seguimos para Cascais, onde se instala um mercado pop-up em que toda a oferta vem do design nacional. Na edição especial natalícia do Homy Pop Market – uma iniciativa do blogue Homy – estão representadas 28 marcas, na sua maior parte jovens. Das malhas da Alguidar às almofadas da Bysia, passando pelos bordados do Herbário do Colibri e pelas peças restauradas da Musgo, é só escolher – ou aprender uns truques nas oficinas de Natal.
Horário: sexta, das 15h às 20h; sábado e domingo, das 10h às 20h.
Entrada livre