Sete ideias para sair esta semana

Saia da carapaça e viaje por Itália e a serra, com cinema e desconcerto nos caminhos. Sempre na mó de cima.

Foto
Moinho dos Hipólitos, Amoreira (Óbidos) DR

Não gasta, mas mói

Pelo país
Dias 7 e 8 de Abril

Se na sua zona existe um moinho, é muito provável que ele esteja aberto a visitas gratuitas e algo mais. A data de 7 de Abril manda celebrar o Dia Nacional dos Moinhos. A festa, promovida pela Rede Portuguesa de Moinhos e apoiada pela Sociedade Internacional de Molinologia, espalha-se por todo o país. Se Boticas abre os moinhos da Ribeira do Fontão, do Cubo e da Ponte Pedrinha, Vagos põe a funcionar a Azenha da Ti Luísa para demonstrações. Na Mealhada, o moleiro Armindo Vieira Lopes põe a mó de Santa Cristina a girar e dá a provar pão acabado de fazer, a par de workshops e jogos tradicionais que decorrem ali e no Parque dos Moinhos do Lograssol. Na Amoreira, Óbidos, o Moinho dos Hipólitos junta visitas e oficinas a uma proposta de passeio e uma aula de ginástica. Na Azenha de Santa Cruz, Torres Vedras, mostram-se segredos da moagem. Em Cascais, a descoberta do Moinho de Armação Tipo Americano de Alcabideche vai da selecção de cereais à confecção de pão. No Seixal, o Moinho de Maré de Corroios promove visitas com música. Melodias andam também pelo Moinho de Vento da Longueira, em Odemira. Albufeira entra no ritmo com o recém-recuperado Moinho do Cerro do Malpique.
Consulte aqui a lista de moinhos e os respectivos programas de visitas e animação. 
Grátis

 

PÚBLICO -
Foto
DR

Buon Appetito!

Lisboa, Mercado de Santa Clara
Dias 8 e 9 de Abril

A 11.ª Festa do Cinema Italiano, que está a decorrer até 12 de Abril em Lisboa e noutras cidades, não se faz só na tela. O aroma italiano estende-se à mesa. Em dois cinejantares no Mercado de Santa Clara, O Carteiro de Pablo Neruda é exibido enquanto os comensais vão saboreando especialidades sicilianas, cortesia dos chefs do Hotel Signum, da ilha de Salina, que albergou a equipa dirigida por Michael Radford e Massimo Troisi durante a rodagem do oscarizado filme. A harmonização passa também por uma Rota dos Sabores que, durante o festival, junta 18 restaurantes da capital no desafio de propor menus especiais, baseados na gastronomia transalpina e inspirados pelo cinema. Cada pedido é um passaporte para o certame: dá direito a um bilhete para uma sessão.
Horário: às 19h. 
Bilhetes a 25€

PÚBLICO -
Foto
DR

Ao sabor da serra

Tavira
De 6 a 22 de Abril

No litoral algarvio, o convite é para saborear o que se cozinha no interior. Em Tavira, está aberto o 15.º Festival de Gastronomia Serrana. Em sete restaurantes, que vão da sede de concelho e às freguesias serranas de Cachopo e Santa Catarina da Fonte do Bispo, são servidas ementas tradicionais que incluem javali, galo do campo e açorda de galinha, guarnecidas por queijos e enchidos da zona, regadas por vinho ali produzido e adoçadas por sobremesas como torta de batata-doce, musse de café e figo ou gelado de queijo de cabra.
Nos restaurantes Retiro de Caçadores, O Constantino, O Monte Velho, Herdade da Corte, Quinta do Marco, Taberna Barriga e Monte Baleeira.

 

PÚBLICO -
Foto

Férias em palco sem ensaio

Lisboa, Teatro Tivoli BBVA
Dias 10 e 11 de Abril
Porto, Teatro Sá da Bandeira
De 16 a 18 de Abril

Miguel Araújo, António Zambujo e César Mourão decidiram transportar para palco o espírito de umas férias passadas no Algarve, em que foram criando canções por entre risos à conversa e improvisos à guitarra. Os músicos e o comediante (que também canta e compõe) chamaram uma quarta cúmplice, Luísa Sobral, e criaram Desconcerto: Um Concerto Improvisado. Mais do que um espectáculo sem alinhamento prévio, é um momento único, em que letras e músicas são concebidas in loco. Uma "perfeita insanidade", palavra de Araújo.
Horário: às 21h.
Bilhetes de 20€ a 40€

 

PÚBLICO -
Foto
DR

Aldeãs de carapaça

Porto, Sea Life
Todos os dias

Mariza, a estrela do Sea Life, recebe por estes dias visitas muito especiais: tartarugas como ela, mas de outras espécies. Vieram do Reino Unido para se instalarem numa nova Aldeia das Tartarugas. Ao contrário de Mariza, uma tartaruga-verde que se sente bem no mar (fica, por isso, no aquário principal a nadar com tubarões, raias e peixes tropicais), as novas hóspedes são de água doce. Cada uma tem a sua particularidade: manchas em forma de mapa, barriga vermelha ou um pescoço tão longo que mais parece uma cobra. A estadia, que se prolonga até ao final do ano, é acompanhada por actividades que revelam mais sobre a vida destes répteis e por um "periscópio mágico" que permite ver o mundo subaquático através dos seus olhos.
Horário: das 10h às 18h (até às 19h ao fim-de-semana).
Bilhetes de 9,50€ a 13,50€; Grátis para crianças até quatro anos

PÚBLICO -
Foto

Um Safari para abrir o Córtex

Sintra, Centro Cultural Olga Cadaval
Lisboa, Cinema Ideal
De 11 a 18 Abril

O mais recente filme de Ulrich Seidl, Safari, faz na quinta-feira, dia 12, às 22h, a abertura oficial do Córtex - Festival de Curtas-Metragens de Sintra. Apesar de ser uma longa, está no programa como ponto alto da retrospectiva dedicada ao realizador austríaco, autor de filmes entre o documental e a ficção, que tendem a causar incómodo e polémica. Safari não foge à regra. A estreia nacional do filme acontece no Cinema Ideal, numa extensão inédita do festival sintrense a Lisboa. Ao longo dos oito dias desta oitava edição, haverá lugar para a competição nacional e internacional, para o Minicórtex da animação, para um Hemisfério alimentado pelo festival Vienna Independent Shorts e para uma nova secção chamada Frontal, criada para aproximar público jovem e sénior.
Bilhetes de 3€ a 4€

PÚBLICO -
Foto
O grupo francês La Fausse passa por Constância e Tomar DR

Centro em linha

Abrantes, Constância, Entroncamento, Mação, Tomar e Vila Nova da Barquinha
De 13 a 15 e de 20 a 22 de Abril

No Médio Tejo, voltam a abrir-se os Caminhos de uma programação em rede que leva música, teatro, dança, circo, percursos, residências e outras experiências artísticas e culturais a salas, ruas, monumentos e paisagens de 13 concelhos. Estreada no ano passado, mantém o carácter tripartido em Caminhos do Ferro, da Água e da Pedra. O primeiro momento começa agora. No primeiro dia, a Dragonologia do projecto de teatro de rua EZ vai à Barquinha (11h) e ao Entroncamento (18h) para anteceder a entrada em cena, respectivamente, de Irakurriz, espectáculo de circo contemporâneo da espanhola Shakti Olaizola (21h), e do fado de Hélder Moutinho (22h30). A marcha segue com maquinistas como Pedro Jóia, Gaiteiros de Lisboa, Bruno Pernadas, Marco da Silva Ferreira, Teatro Praga ou La Fausse Compagnie.
Programa completo aqui.
Grátis