A ouvir música? Não, são podcasts com os resumos de Português

Vídeos com previsões do que vai sair no exame. Podcasts com resumos da matéria. Explicações áudio para ouvir enquanto se faz outras coisas. Há um mercado de novos produtos para quem estuda.

"Ouvir" a matéria é uma das propostas das ferramentas disponíveis na Net
Foto
"Ouvir" a matéria é uma das propostas das ferramentas disponíveis na Net Corbis

Quando, nesta segunda-feira, começar a semana final de preparação para os exames nacionais do ensino secundário, Teresa Faria vai ter, em cima da sua mesa de trabalho, os livros das disciplinas e os apontamentos das aulas, folhas em branco, lápis, esferográficas e uma calculadora. E também um computador. “Já há algum tempo que uso a Internet para estudar”, conta esta aluna da Escola Secundária de Paredes. Por exemplo, costuma usar os podcasts da startup de Braga Ypodcast, que disponibiliza peças sonoras curtas com resumos dos conteúdos de Português e História.

“É engraçado, às vezes estou a estudar pelo livro e apercebo-me: já ouvi o senhor a dizer isto no áudio. E isso ajuda a ir interiorizando a matéria”, conta a estudante do 12.º ano.

O número de plataformas online e aplicações que prometem ajudar os alunos que se preparam para os exames tem vindo a crescer. Há um pouco de tudo nesta oferta crescente, desde sites que disponibilizam enunciados de provas e outros exercícios, a vídeos de explicações sobre diferentes matérias, um portal onde é possível encontrar um explicador para apoiar os jovens nas suas principais dificuldades...

A plataforma Your Learn da startup de Braga possibilita o acesso a explicações em formato áudio, que permitem ao aluno desempenhar outras tarefas enquanto “ouve” a matéria no lugar de a ler num manual escolar. A plataforma foi lançada no ano passado e teve 135 mil downloads, passando este ano a contar também com uma aplicação para smartphones. Há conteúdos gratuitos e conteúdos pagos.

As aulas terminaram na sexta-feira para os alunos do 11.º e 12.º ano. A semana que agora começa é a única sem escola antes do início dos exames nacionais, agendado para dentro de uma semana. Serão mais de 157 mil os estudantes que se apresentarão à avaliação final nas próximas semanas. As provas mais concorridas são Português (72.986 inscrições), Física e Química A (50.977), Matemática A (50.695) e Biologia e Geologia (49.082).

Maria João Alves estuda na Escola Secundaria Padre Benjamin Salgado, em Joane, Vila Nova de Famalicão. Está inscrita em Física e Química e Biologia e Geologia. Também é uma adepta do estudo online desde que, a partir do 7.º ano, começou a utilizar os conteúdos da Escola Virtual, um projecto da Porto Editora com dez anos, que começou por ter suporte em CD, e agora está exclusivamente online. Ferramentas como estas são “muito úteis”, diz, porque “permite visualizar as coisas”. “Uma coisa é ler a matéria, outra olhar para imagens, gráficos, que ajudam a compreender.”

Para Teresa Faria, os conteúdos online têm também um papel complementar ao estudo mais tradicional. “Quando tenho alguma dúvida específica e me falta alguma coisa nos livros, vou à Internet.” É isso que faz, por exemplo, quando vai ver as explicações em vídeo que Vítor Pereira, um explicador particular de Matemática, começou a colocar online, a partir de 2010, no portal Explicamat.

Milhões de visualizações

O Explicamat tem hoje um
site onde são disponibilizadas exposições teóricas e resolução de exercícios, de testes intermédios e de exames nacionais para alunos do 9.º ao 12.º anos e também do ensino superior. Mas são os vídeos que o fizeram tornar-se um fenómeno: tem mais de 18 mil subscritores no seu canal de vídeos e um total de quase 9 milhões de visualizações.

No mais recente, colocado há poucos dias, faz, ao longo de 28 minutos, a previsão dos conteúdos que vão sair no enunciado do exame nacional de Matemática A.

A Matemática é uma das disciplinas que causa mais dores de cabeça aos alunos portugueses e é, também por isso, uma das que tem maior procura online e também maior oferta. O site mat.absolutamente.net também disponibiliza vídeos de apoios, exames e testes intermédios de matemática, fichas de trabalho, materiais para as aulas, problemas resolvidos.

Na nova plataforma Explicas-me, a disciplina também é das mais pesquisadas. “A maior procura que temos é claramente em Matemática, Português, Físico-Química e Biologia e Geologia. Mas a Matemática concentra 40% da procura”, afirma Filipa Sobral, uma das sócias desta startup do Porto. “Com o aproximar do fim do ano lectivo, aumentou claramente a nossa procura. Claro que isto tem a ver com os exames”, sublinha Sobral.

O Explicas-me nasceu em Março do ano passado, no 3 day start up, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, fruto do trabalho de uma equipa que juntava dois estudantes de gestão, dois de programação e uma webdesigner. “Um dos nossos colegas percebeu que, quando precisava de um explicador, tinha que andar a contactá-los um a um, à procura da disciplina de que precisava e chegava ao fim e os preços eram altos. Isto não fazia sentido face às tecnologias que já existem”, conta Tiago Loureiro, hoje um dos três sócios da empresa.

Esta plataforma é a única base de dados online de explicadores e centros de explicação, com mais de 2000 pessoas registadas em todo o país — 40% da oferta situa-se nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto. Os explicadores pagam uma mensalidade de dois euros em cada mês em que fazem um negócio através do portal e, em média, são feitos 500 contactos por mês. Para os alunos, a plataforma é gratuita e o site Explicas-me permite fazer a pesquisa por disciplina ou área geográfica de residência, abrindo depois as fichas individuais de cada explicador, com a sua oferta, currículos e preços praticados.