Oh!Vargas já vai na terceira geração em Santarém: carnívoros tratados com nível

A fama chegou com as carnes maturadas, mas o espaço renovado, a carta e o serviço de vinhos, a glicínia de 200 anos a dar sombra e perfume, alguns pratos de arroz e peixes para os não carnívoros deram ao Oh!Vargas um carácter cosmopolita.

Foto
Restaurante OH! Vargas, Santarém Miguel Madeira

Uma das coisas curiosas no mundo da restauração é que quanto mais se fala de vegetais ou vegetarianismo e mais se atribui às vacas, aos porcos e aos frangos a responsabilidade de inúmeras desgraças ambientais, mais steak houses e hamburguerias abrem por esse mundo fora. Com o pescado é a mesma coisa. Quanto mais se fala da sustentabilidade dos recursos marinhos, mais restaurantes dedicados ao peixe (de sushi e não só) nascem. E lá vamos nós de polémica em polémica neste mundo da alimentação.

Sugerir correcção
Comentar