Rota cultural põe a arte a dialogar com monumentos do interior algarvio

Projecto cultural acrescenta uma camada de artes performativas a um roteiro por alguns monumentos do interior do concelho de Loulé.

Foto
Sara Calaça interpreta uma peça de dança contemporânea junto à Anta de Beringel DR

O monumento megalítico Anta do Beringel, na serra do Caldeirão, saiu do conhecimento restrito dos arqueólogos e dos habitantes da freguesia do Ameixial, para se tornar num ponto de atracção para o turismo de natureza e cultural. Daqui, Sente o Que Vês, assim se chama a proposta lançada pela associação Figo Lampo: uma rota cultural que nos convida a visitar alguns monumentos do barrocal algarvio, acrescentando-lhes, graças à tecnologia, uma camada de fruição artística também ela ligada à região. A igreja matriz de Alte e o Percurso Ecobotânico, em Querença, completam a primeira versão deste percurso desenhado para o interior do concelho de Loulé.

Sugerir correcção
Comentar