Emigrantes na Europa de novo a votos para haver Parlamento e Governo no fim do mês

Repetição das eleições deve-se ao protesto do PSD que levou à anulação de 157 mil votos europeus e que depois seguiu para o Tribunal Constitucional. Mandatária social-democrata ainda tentou retirar o protesto mas já foi tarde.

Foto
Contagem dos votos da emigração nos dias 8 e 9 de Fevereiro, na FIL, em Lisboa. Nuno Ferreira Santos

Seis semanas depois da primeira votação, os emigrantes portugueses na Europa voltam este sábado às urnas ou ao marco do correio para elegerem os dois deputados que faltam para fechar o plenário de 230 parlamentares e desbloquear o impasse político em que o país se encontra desde o chumbo do Orçamento em Outubro. Os 400 eleitores que se inscreveram para votar presencialmente podem fazê-lo entre este sábado e domingo mas, para os restantes 925.976 eleitores que usam o voto postal, este sábado é mesmo o último dia para colocar o envelope no correio.

Sugerir correcção
Ler 5 comentários