Costa e Rio usam Chega como arma de arremesso. Jerónimo regressa e avisa que PS abre a porta à direita

Foi mais um dia de confrontação entre PS e PSD, agora com o Chega à mistura. A CDU assistiu ao regresso do secretário-geral comunista e o Bloco fez força pelo diálogo pós-eleitoral com os socialistas.

jeronimo-sousa,pcp,be,psd,ps,governo,
Fotogaleria
Rui Rio em campanha na cidade de Leiria Adriano Miranda
jeronimo-sousa,pcp,be,psd,ps,governo,
Fotogaleria
O líder do PS, António Costa, recebeu cravos em Fafe daniel rocha
jeronimo-sousa,pcp,be,psd,ps,governo,
Fotogaleria
Jerónimo de Sousa durante um comício da CDU em Évora LUSA/NUNO VEIGA
jeronimo-sousa,pcp,be,psd,ps,governo,
Fotogaleria
Catarina Martins discursou num comício do Bloco ce Esquerda em Almada LUSA/ANTÓNIO COTRIM

No antepenúltimo dia da campanha eleitoral, António Costa e Rui Rio prosseguiram o fogo cruzado dos últimos dias, agora usando Ventura como munição. O dia assinalou ainda o regresso de Jerónimo de Sousa à campanha da CDU, com o líder comunista a colar Costa à direita. Já a bloquista Catarina Martins considera ser já claro que “haverá uma maioria à esquerda no Parlamento” e regozijou-se por o PS ter admitido que precisará de “dialogar” depois das eleições de domingo.

Sugerir correcção
Ler 3 comentários