Extraditar ou não extraditar eis a questão...

Assange revelou mundialmente numerosas e graves ilegalidades da Administração norte-americana, algumas delas criminosas, mas ao ter afrontado publicamente o Estado norte americano traçou o trágico destino que tem vindo a cumprir...

Enquanto os portugueses acompanham as peripécias de um caso de extradição de um ex-banqueiro em solo sul-africano, em Londres, um outro caso aproxima-se do seu trágico epílogo. Julian Assange, o mais destacado fundador do site Wikileaks que vira, no passado dia 4 de Janeiro do corrente ano, em Inglaterra, rejeitado, pela juíza Vanessa Baraister, o pedido da sua extradição para os EUA, viu agora, na passada sexta-feira, revogada essa decisão por um tribunal superior.

Sugerir correcção
Ler 8 comentários